top of page

Rota das Bandeiras conclui construção de três novas passarelas



Rota das Bandeiras conclui construção de três novas passarelas e realiza ações de conscientização com pedestres nesta terça e quarta-feira (15 e 16/2)

Dois dispositivos foram construídos no trecho de Paulínia da Prof. Zeferino Vaz (SP-332); Bom Jesus dos Perdões também ganha nova travessia na D. Pedro I (SP-065)


A Concessionária Rota das Bandeiras concluiu a implantação de três novas passarelas no Corredor Dom Pedro – duas na Prof. Zeferino Vaz (SP-332), em Paulínia, e uma na D. Pedro I (SP-065), em Bom Jesus dos Perdões - e, nesta terça e quarta-feira, dias 15 e 16 de fevereiro, realizará ações do Por Cima do Risco, campanha de conscientização com os pedestres. A travessia é a principal ferramenta para a diminuição de atropelamentos.


As novas travessias em Paulínia foram instaladas nos km 122+250, na altura do Trevo do Laranjão, e km 126+700, no Jardim Boa Esperança. Bom Jesus dos Perdões possuía uma estrutura no km 64+100 da D. Pedro I e a nova instalação é 1km à frente.


O Corredor Dom Pedro conta agora com 33 passarelas, sendo que 23 foram implantadas após o início da Concessão, em abril de 2009. Por conta do grande fluxo de pessoas em empresas e bairros às margens da SP-332, Paulínia é o município com mais passarelas – agora são oito -, todas construídas pela Rota das Bandeiras.


Nesta terça-feira, a Concessionária fará a orientação de pedestres no km 122+250, em Paulínia. Além da conscientização pelo uso da passarela, outras dicas serão dadas, como a utilização correta dos pontos de embarque e desembarque de ônibus e a necessidade de ciclistas empurrarem a bicicleta ao utilizarem o dispositivo. A ação será das 6h às 10h e também haverá entrega de panfletos informativos e kit lanche. Na quarta-feira, a campanha será em Bom Jesus dos Perdões.


O investimento total da Concessionária foi de R$ 6,9 milhões na construção das três passarelas, que contam com acessibilidade para Pessoas com Deficiência. Os locais também contam com alambrado no canteiro central, para evitar a travessia irregular, e pontos de ônibus com passeio e defensas metálicas para a proteção dos usuários.


A implantação dos dispositivos é responsável por uma enorme redução no número de atropelamentos no Corredor Dom Pedro. Em 2010, foram 87 ocorrências, com 36 mortes. Em 2021, foram 28 ocorrências, redução de 68% no comparativo com 2010. Ano passado, a Concessionária registrou 14 mortes por atropelamento.

Comments


bottom of page