Proposta na Câmara pede que valor de multas por festas clandestinas seja destinado para Fundo Social

Vereador indica que o valor da multa beneficie ações solidárias da cidade, voltadas às famílias das vítimas que estão passando necessidades

O vereador Pedro Bernarde (Cidadania) propôs durante a sessão na Câmara Municipal que o dinheiro arrecadado com as multas de festas clandestinas vá direto para o Fundo Social de Solidariedade de Paulínia.

Segundo a Indicação 296/2021, as festas durante a pandemia vêm se tornando um grande problema contra a medida de isolamento social, resultando na propagação em alta escala do coronavírus. O vereador indica que o valor da multa beneficie ações solidárias da cidade, voltadas às famílias das vítimas que estão passando necessidades.

Já na Indicação 298/2021, o vereador sugere a isenção de taxas para sepultamento durante a pandemia da Covid-19 no município. Ele também é autor do Projeto de Lei 30/2021, que institui campanha permanente de orientação, prevenção e conscientização da depressão, transtorno de ansiedade e síndrome do pânico.

Outra proposta do vereador é a abertura do chamamento público para parcerias com a iniciativa privada, visando a implantação do programa “Paulínia On-Line”, com pontos de acesso gratuito à internet via wi-fi, em diversas localidades públicas.

Bernarde ainda sugere linhas de crédito e substituição de dívidas de pequenas empresas por doações de materiais e/ou equipamentos para a saúde, suprindo então essa demanda durante a pandemia.

Além disso, pede limpeza e o desassoreamento do córrego próximo à avenida José Pedro de Oliveira, bairro Jardim Europa; esclarecimentos sobre a periodicidade com que são realizadas ações de zeladoria/limpeza do bairro Vila Monte Alegre; limpeza e higienização dos cemitérios e velórios; reforma e melhorias na praça do bairro Sol Nascente; e compra de uniformes para os servidores do Samu.