top of page

Percentual de crianças sem nome paterno dobra em Campinas

Dados da Associação de Registradores de Pessoas Naturais revelam crescimento preocupante nos últimos oito anos




 

Nos últimos oito anos, o percentual de crianças registradas sem o nome do pai em Campinas alcançou níveis alarmantes, conforme dados divulgados pela Associação de Registradores de Pessoas Naturais (Arpen).

Em 2023, dos 16.378 mil bebês nascidos na cidade, 677 foram registrados sem a identificação paterna, representando uma taxa de 4.13%. Este índice representa o segundo maior número desde o início da série histórica, ficando atrás apenas do ano de 2019, que registrou 685 casos.

O processo de reconhecimento de paternidade, essencial para o pleno registro civil, pode ser realizado em qualquer Cartório de Registro Civil.

  


Comments


bottom of page