top of page

Laudo aponta que motorista não teve culpa no atropelamento de Kayky Brito

Diones da Silva não estava em alta velocidade no momento do acidente




A Polícia Civil do Rio de Janeiro concluiu que o motorista de aplicativo Diones Coelho da Silva não teve culpa no atropelamento do ator Kayky Brito, na madrugada de 2 de setembro.

No relatório de investigação da 16° DP, o delegado Ângelo José Lages afirma que os laudos periciais apontam que o motorista dirigia seu veículo a uma média de 48 km/h no momento da colisão. A permissão naquele trecho da Avenida Lúcio Costa, na altura do Posto 6, é de até 70 km/h.


Por conta disso, o delegado responsável pelo caso concluiu que, Diones não responderá por nenhum crime. Além da comprovação da baixa velocidade, ele também testou negativo para consumo de álcool e outras substâncias logo após o acidente e também prestou socorro ao ator.


Relembre o caso


No dia 2 de setembro, Kayky Brito foi atropelado na Avenida Lúcio Costa, na Barra da Tijuca. O ator estava com o amigo Bruno de Luca em um quiosque, quando atravessou a avenida correndo e foi atingido pelo carro dirigido por Diones da Silva.


Na última sexta-feira (22), o ator de 34 anos deixou a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital em que está internado.


Comments


bottom of page