Homem é morto com golpes de foice e tem seu corpo arrastado até uma área verde



Um homem de 38 anos foi preso na madrugada da última quinta-feira (17) em Sumaré. O homem é acusado de matar com golpes de foice I.B e ferir um frentista de 29 anos, em uma chácara no Portal Bordon.

Enquanto ainda estava desfalecido, a vítima foi arrastada pelo próprio agressor por cerca de 300 metros até uma área verde, onde foi abandonado. O frentista foi socorrido ao hospital da cidade. Policiais militares foram acionados e o suspeito foi preso ainda nas imediações. No início da madrugada, os PMs foram avisados sobre um homem esfaqueado que estava em um posto na Avenida Fuad Assef Maluf. Ao chegarem ao local, se depararam com familiares que informaram que teriam recebido informação de que haveria um familiar esfaqueado e apontaram um local. Naquele momento, os policiais perceberam que o condutor de um VW Fusca fazia uma manobra e tentava fugir. Os PMs constataram que o carro era ocupado por três pessoas. Todos foram revistados, mas nada de ilícito foi encontrado.

No entanto, os policiais perceberam que o suposto assassino estava com marcas de sangue. O suspeito acabou confessando que tinha desferido golpes de foice em um homem, que foi abandonado perto de uma área verde, próximo da chácara onde houve a desavença. O suspeito ainda confessou que teria atingido outra pessoa durante uma briga. Ele afirmou que estava com as vítimas bebendo cerveja e utilizando cocaína na chácara, quando I.B teria dito que estava com vontade de matar alguém.

O suspeito teria falado para cometer o crime em outro lugar e não na chácara dele. Posteriormente retirou a foice que estaria com I.B e passou a golpeá-lo. Durante a confusão, ele também atingiu o frentista, que, mesmo ferido, conseguiu fugir.

Após perceber que a vítima estava inconsciente, arrastou-o para fora da chácara e deixou-o em uma área verde. Após retornar, lavou o local do crime na tentativa de apagar os rastros do assassinato.

Os socorristas do Samu chegaram a ser acionados, mas foi constatada a morte por traumatismo craniano. A segunda vítima, com ferimentos na região da cabeça, foi levada à UPA e ficou em observação, sem risco de morte.

Os outros ocupantes do Fusca relataram aos policiais que não sabiam do crime e estavam a caminho de uma pescaria em Nova Odessa. Todos foram conduzidos ao Plantão Policial, mas somente o ajudante foi autuado em flagrante pela acusação de homicídio e tentativa de homicídio.