Em breve paulinenses começarão a ser imunizados com a vacina da Pfizer

Vacina tem eficácia de 97% para evitar casos sintomáticos


Paulínia é um dos municípios do interior do Estado de São Paulo aptos a receber o imunizante da Pfizer contra a Covid-19. A declaração foi emitida pelo Governo do Estado de São Paulo. De acordo com o secretário de Saúde de Paulínia, doutor Fábio Alves, o município foi selecionado, pois possui estrutura adequada para armazenar o imunizante americano.

“Por se tratar de um insumo que precisa ser estocado em temperatura muito baixa, é preciso comprovar que há uma estrutura compatível com o que é exigido pelo Ministério da Saúde”, explicou.

O secretário informou ainda que Paulínia já possui um conjunto de rede de frios com capacidade para temperatura adequada e efetuou a aquisição de novos freezers, que devem chegar em breve.

“Fizemos um planejamento para adquirir nova rede de frios, justamente com o intuito de acondicionar com a melhor capacidade possível essas vacinas”, completou Alves.

Segundo ele, a Secretaria de Saúde do Estado está elaborando notas técnicas para acondicionamento, armazenamento e transporte do imunizante. Além disso, a equipe de Paulínia receberá capacitação e orientação da Vigilância Epidemiológica do Estado para garantir o bom manejo, vacinação com segurança e estoque com qualidade dessas vacinas.

Assim como já vem sendo adotado com a Coronav e a AstraZeneca, os insumos da Pfizer ficarão armazenados em um local centralizado, e serão distribuídos para os postos de vacinação do município de acordo com a demanda.

Segundo o secretário, a princípio não há uma quantidade de dose definida que será enviada a Paulínia. A previsão é de que os imunizantes cheguem na cidade em julho e sejam prontamente ofertados à população.

Vacinação

Com a vinda de novos imunizantes, a expectativa é de que o ritmo da vacinação no município seja acelerado. O secretário também destacou que Paulínia aderiu à programação de compra de vacinas, junto à Frente Nacional de Prefeitos.

“Dentro das possibilidades, a Administração não tem medido esforços para que toda a população seja imunizada o mais rápido possível”, finalizou Alves.

Até quarta-feira (26) o município havia imunizado 19.082 pessoas com a 1ª dose e 10.261 com as duas doses.