top of page

Casos de câncer detectados aumentarão 77% em 2050 em relação a 2022, segundo OMS

Os países com IDH médio terão aumento de 99%

 



O número de novos casos de câncer detectados em 2050 aumentará para quase 35 milhões, 77% a mais na comparação com 2022, advertiu a agência da Organização Mundial de Saúde (OMS) especializada nessa doença.

"O rápido crescimento da carga mundial de câncer reflete tanto o envelhecimento quanto o crescimento populacional, assim como mudanças na exposição das pessoas aos fatores de risco", afirmou o Centro Internacional de Pesquisa do Câncer (IARC, sigla em inglês).

Entre os "fatores-chave no aumento da incidência" do câncer, a organização cita o tabaco, o álcool, a obesidade e a poluição do ar.

Os países mais desenvolvidos deverão sofrer o maior aumento, com 4,8 milhões de casos adicionais em 2050, em comparação com 2022.

No entanto, o maior aumento percentual, até 142%, deverá ser registrado pelos países com menor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), indicador desenvolvido pela ONU.

"Assim mesmo, a previsão é que a mortalidade por câncer nestes países duplicará em 2050", segundo a organização.

Segundo o chefe da subdivisão de monitoramento do câncer do IARC, Freddie Bray, "o impacto deste aumento não será sentido de maneira uniforme nos países com diferentes níveis de IDH".

 

Por AFP

Comments


bottom of page