Câmara aprova intérprete de Libras em bancos e incentivo a empresas de tecnologia



Com o fim do recesso legislativo, os vereadores de Paulínia retomaram as sessões ordinárias nesta terça-feira (02). Uma das propostas aprovadas busca obrigar que as agências bancárias localizadas na cidade tenham intérpretes de Libras (Língua Brasileira de Sinais), para atender clientes com deficiência auditiva.


Segundo o autor, vereador Messias Brito (PL), a iniciativa reconhece a cidadania das pessoas surdas e atende direitos estabelecidos na legislação federal. O Projeto de Lei depende agora de sanção do prefeito.


A Câmara também aprovou implantação da Política Municipal de Estímulo, Incentivo e Promoção ao Desenvolvimento de Startups (empresas de base de tecnologia, especializadas em e-mails, sites, aplicativos, programas de computador e modelos inovadores baseados na internet, por exemplo).


Se o texto do vereador Fábio da Van (Cidadania) for sancionado, o município deverá reduzir a burocracia para o funcionamento dessas empresas, estimular financiamentos e incentivar formação de novos empreendedores.