Americana teve pior desempenho no combate à Covid na RMC



Americana teve o pior desempenho no combate ao coronavírus na região. É o que aponta estudo realizado por professores da USP (Universidade de São Paulo), UFSCar (Universidade Federal de São Carlos) e Fatec (Faculdade de Tecnologia) com base em informações disponíveis no NEC (Núcleo de Estudos das Cidades). A pesquisa avaliou 41 municípios paulistas com 200 mil habitantes ou mais.


A cidade ficou em 25º lugar com 401 mortes por 100 mil habitantes e teve o desempenho classificado como ruim. Na RPT (Região do Polo Têxtil), a melhor colocada é Hortolândia. O município ocupa a 16ª posição com 367 óbitos por 100 mil habitantes e atuação considerada boa. Sumaré também aparece no ranking em 19º lugar com 379 mortes por 100 mil habitantes e desempenho regular.


Em nota ao O’Liberal, a administração afirma que o combate à Covid-19, em Americana, segue todos os protocolos assistenciais e sanitários oficiais vigentes. “O município vem atuando conforme as diretrizes do plano estadual e adotando todas as orientações do Ministério da Saúde”.


A nota diz ainda que além da vacinação, todas as orientações à população foram rigorosamente propagadas e houve total integração entre as esferas pública e privada no enfrentamento à pandemia.

De acordo com a prefeitura, atualmente, 93,37% da população elegível já recebeu pelo menos uma dose da vacina, enquanto que 91,54% receberam a dose de reforço e 64,49%, a terceira dose.


Os cinco municípios com melhor desempenho, de acordo com o estudo, são: São Carlos, Embu das Artes, Araraquara, Cotia e São José dos Campos. E os piores, Ribeirão Preto, Santo André, Indaiatuba, Santos e São José do Rio Preto.