Câmara Municipal esclarece demissões de servidores terceirizados após veiculação de fake News

Em nota, o presidente da Casa de Leis esclareceu e repudiou as notícias falsas


Em razão das fakes news (notícias falsas) que circularam nas redes sociais, o presidente da Câmara Municipal de Paulínia (CMP), Antonio Miguel Ferrari, o Loira (DC), divulgou uma nota oficial para esclarecer o que provocou demissões de funcionários terceirizados da Casa. Leia abaixo.

O presidente da Câmara Municipal de Paulínia, disse em nota que o contrato com a antiga empresa que prestava serviços terceirizados nas áreas de limpeza e de recepção, chegou ao fim e, após a realização de um novo procedimento licitatório, uma nova sagrou-se vencedora, resultando na dispensa de todos os funcionários da antiga contratada.

Ainda segundo a nota do presidente, a nova empresa vencedora da licitação iniciou o processo de contratação, ficando a cargo da mesma a manutenção ou não dos então funcionários contratados pela antiga empresa.

“Decisão que demonstra então que nenhuma demissão foi ocasionada por cunho político ou qualquer espécie de retaliação”, concluiu em nota.

Loira ainda informou repudiar qualquer ato de perseguição política.

“Vivemos em um país democrático cabendo a cada pessoa a sua escolha de candidatos”, finalizou.

© 2020 Jornal de Paulínia