Campanha Eleitoral para eleições municipais começa neste domingo (27) e Paulínia terá seis candidato

Os 73.171 eleitores vão eleger prefeito, vice-prefeito e 15 vereadores para os próximos quatro anos em Paulínia


A campanha eleitoral para as eleições municipais de prefeito e vereadores inicia neste domingo (27) em todo território nacional. As eleições municipais deste ano estão previstas para o próximo dia 15 de novembro. Os 73.171 eleitores vão eleger prefeito, vice-prefeito e 15 vereadores para os próximos quatro anos em Paulínia.

Na corrida para a cadeira do Executivo de Paulínia estão seis candidatos. O total de candidatos deste ano é de um a menos do que os sete de 2016 e três a menos do que os nove das eleição suplementar do ano passado. Conheça, em ordem alfabética, quem são os candidatos a prefeito e vice para a Prefeitura de Paulínia.


Du Cazellato e Sargento Camargo (PL – PSL)

Coligação: PL, PSL PSB, Solidariedade (SD), Podemos, Progressistas (PP), PROS, Avante e Cidadania

Du Cazellato, além de ser o atual prefeito de Paulínia, é empresário, foi vereador (2013/2019), presidente da Câmara Municipal (2017/2018) e prefeito interino (2018). Já Sargento Camargo é policial militar aposentado. Nas eleições de 2016 obteve cerca de 700 votos para vereador e ficou na primeira suplência da coligação PDT/PR. Assumiu a cadeira durante o episódio do afastamento de 13 vereadores, no início de 2018, e voltou para a suplência após o arquivamento do relatório da Comissão Processante (CP).


Edson Thomaz e Joel Monteiro Lopes (PT – PCdoB)

Coligação: PT e PCdoB

Edson Thomaz Martins, o Edson do PT, tem 66 anos, nasceu em Campinas e mora em Paulínia desde 1997. Trabalhou no INSS de 1980 a 2019, quando se aposentou, e foi sindicalista neste período. Filiado ao PT desde 1989, hoje é presidente do Diretório Municipal da cidade. Pretende realizar um governo com a participação popular, na defesa dos trabalhadores, e implantar políticas públicas como Renda Cidadã, Economia Solidária e Moeda Social.

Joel Monteiro Lopes, de 58 anos, é jornalista e trabalha, atualmente, como analista de contratos. Começou sua militância política em 1978 em movimentos estudantis de Campinas e participou de diversos movimentos populares. Está no PCdoB desde 2010 e já foi candidato por duas vezes a vereador pelo município de Campinas. Há cinco anos mora em Paulínia.


Gustavo Yatecola e Rosemari Clonei Watanabe (Patriota)

Coligação: Patriota

Yatecola é formado em medicina pela Unifenas, com especialização em medicina do trabalho e acupuntura e pós graduação de Gestão em Saúde pela Fundação Getúlio Vargas. Médico há 21 anos na rede pública municipal de Paulínia, já foi vereador por dois mandatos consecutivos, entre os anos de 2009 e 2016, e candidato a vice-prefeito na eleição suplementar do ano passado. Rosemari é formada em Letras e Literatura. Foi professora durante 25 anos. Quando chegou ao município, há quase 20 anos, abriu a própria escola de cursos profissionalizantes, informática e idiomas.


Nani Moura e Coronel Furtado (MDB – PTB)

Coligação: MDB, PTB, PSD, Democratas, PMB, Republicanos e DC

Nani Moura e Coronel Furtado foram adversários políticos na eleição suplementar de 2019 em Paulínia. A emedebista ficou em segundo lugar, já o policial militar da reserva ficou na sexta colocação naquela disputa eleitoral. A candidata a prefeita do MDB também já foi concorreu a uma vaga na Câmara de Vereadores de Sumaré, no ano de 2012, e comandou o Departamento de Água e Esgoto (DAE) do mesmo município. Coronel Furtado esteve à frente da Secretaria Municipal de Segurança Pública de Paulínia entres anos de 2009 e 2012, durante todo o governo de José Pavan Júnior (PSDB).


Renato Cardoso e José Almeida (PDT)

Coligação: PDT

Renato Cardoso tem 41 anos, é casado, empresário e empreendedor, formado em publicidade, administração, com especialização em marketing e planejamento estratégico. Militou em movimentos estudantis e causas sociais. José Almeida é servidor público municipal da Defesa Civil. Os dois nunca disputaram uma eleição municipal.


Robert Paiva e Drª Luciana Carneiro (REDE)

Coligação: Rede

Robert Paiva é empresário na área de transporte de cargas e, nas eleições municipais de 2016, disputou uma vaga à Câmara pelo PTB. Obteve cerca de 700 votos e ficou na suplência. Assumiu a cadeira durante o episódio do afastamento de 13 vereadores, no início de 2018, e voltou para a suplência após o arquivamento do relatório da Comissão Processante (CP). Luciana Tatsch Carneiro é médica na rede municipal de Saúde de Paulínia desde 2001 e há 22 anos, clínica geral. Nunca disputou cargo político. Para concorrerem à Câmara, o Rede aprovou 16 homens e sete mulheres.


As convenções partidárias – Patriota (5/9), Republicanos (7/9), Rede (8/9), Psol (9/9, PSL (9/9), PL (9/9), PSB (9/9), Solidariedade – SD (9/9), Podemos (9/9), Progressistas – PP (9/9), Cidadania (9/9), MDB/PSD/PTB/DEM (11/9), DC (12/9), PDT (12/9), PT/PCdoB (13/9), PSDB (15/9), Pros (15/9) e Avante (16/9) – foram encerradas dia 16 de setembro e por isso esses são os nomes finais.


Fontes: Correio Paulinense/Paulínia 24 Notícias

© 2020 Jornal de Paulínia