Como tornar a ida do seu gato ao veterinário menos estressante

Idealmente, todos os animais de estimação devem ir ao veterinário com alguma regularidade, de 6 em 6 meses e no mínimo uma vez por ano


Os felinos têm conquistado um espaço ainda maior nos lares brasileiros, tornando-se bem populares e vêm sendo considerados membros da família. O carinho, companheirismo e cuidados são importantes, mas a atenção à saúde do seu gato é fundamental.

Idealmente, todos os animais de estimação devem ir ao veterinário com alguma regularidade – de 6 em 6 meses e no mínimo uma vez por ano. Mas quando se trata de levar o gato, a tarefa pode ser complicada.

Todos os gatos gostam de estar sob controle do seu ambiente e de reconhecer as pessoas, objetos e odores que os rodeiam, são bastante sensíveis a alterações do seu ambiente. Esta é uma das reações pela qual uma visita ao veterinário é um evento estressante e responsável por deixar os gatos agressivos.

Separei algumas dicas simples, mas que podem fazer a diferença na próxima ida do seu gato ao veterinário, evitando mordidas, arranhões ou situações desagradáveis.

- Procure transportar seu gato sempre de forma segura

Utiliza uma transportadora ou outro tipo de contentor adequado para transporte do seu gato. Na escolha da transportadora, tenha em atenção as suas aberturas e procura uma que permita abrir a caixa pela dianteira e pelo topo, de fome a facilitar a remoção ou introdução do seu gato na transportadora.

- Seu gato deve conhecer a transportadora

Em casa, apresenta a transportador ao seu gato de forma suave e não o apresse ou tente forcar a entrar logo na caixa! Comece por deixa-la num local onde o seu gato costume passar tempo ou onde a possa ver e deixa que a sua curiosidade o leve a espreitar o seu interior.

- Torne o espaço familiar e confortável

Colocar peças de roupas suas, mantas e brinquedos o seu gatos irá ajudar que ele se sinta confiante e confortável para entrar na transportadora. Os gatos funcionam muito pelo olfato, e reconhecendo os seus odores, irá sentir-se mais à vontade nos espaços.

Gatos têm boa memória! Não utilize a transportadora apenas para idas ao veterinário, deixe a que seja parte do seu ambiente no dia a dia e como meio de transporte para outros destinos agradáveis.

- Durante o transporte

Ao carregar a transportadora evite irritar o seu gato com balanços e batuques em paredes, nas suas pernas ou outros objetos. No carro, escolha um local segura, o ideal é manter a transportadora no assento, com cinto de segurança (para evitar deslizes e choques), ou em alternativa no espaço dos pés do passageiro.

- Evite indisposições e vômitos

Uma forma de evitar indisposições do seu gato, não lhe dê alimentos na hora anterior ao transporte e conduza calmamente, evitando também ruídos excessivos.

- Ao chega no veterinário

Quando chegar na clínica veterinária, se seu gato estiver estressado, mantenha-o no carro até o momento da sua consulta (desde que não esteja muito calor). E uma vez no seu interior, evite confrontos com outros animais.

- Na volta para casa

Quando regressar a casa, deixe o seu gato repousar alguns minutos no interior da transportadora, e por fim, abra a porta e deixe que ele saia no seu tempo para o seu ambiente família. Tempo que esse momento seja calmo e sem muito ruído, principalmente se tiver crianças em casa.

Lembre-se de a todo momento conversar com seu pet, procure sempre elogiar o seu gato com um tom suave. Caso não haja contraindicação médica, em casa, dê-lhe uma ou outra recompensa: por exemplo, uma late de comida úmida ou qualquer outro petisco que ele goste.


Clínica Veterinária Animal Espaço Pet

Avenida Fausto Pietrobom, nº 577, Ouro Negro

Telefone: (19) 3217-3633