Coletivo de arte, cultura e direitos humanos de Paulínia, Boca de Sissi lança campanha “Independênci

O intuito é justamente ressignificar uma data conhecida armamentista



No último dia 7 de setembro, segunda-feira, o coletivo de arte, cultura e direitos humanos de Paulínia, Boca de Sissi lançou seu site e junto uma campanha-manifesto: Independência! Não morte. O intuito é justamente ressignificar uma data conhecida armamentista. Por isso foram realizados ensaios com travestis, transexuais e homens trans da cidade de Paulínia. O projeto foi uma parceria com o ateliê TRANSmora de Campinas, e teve uma produção 100% feita por pessoas trans.

Segundo a presidenta do coletivo, a jornalista Lara Pertille, a cidade está conhecendo novos caminhos.

“Estamos fazendo algo inédito na cidade, transformando pessoas que até ontem eram marginalizadas e dando os protagonismos devidos. Estamos construindo novas perspectivas e principalmente novas possibilidades”, disse Lara.

A campanha teve como proposta provocar o feriado do grito do Ipiranga: “Independência pra quem?”, afinal, os projetos genocidas de exploração da população negra, indígena, a violência contra a mulher cis e, principalmente, as políticas sistêmicas de aniquilação da população TRANS.

“A partir do momento que empoderamos e sobre tudo colocamos pessoas trans a frente como corpo e forma dessa campanha, estamos caminhando para mostrar que o limbo não nos pertence mais. Nossas possibilidades são outras”, afirma a jornalista.

O ensaio contou com 8 pessoas trans de diferentes recortes sociais, e tudo foi minuciosamente pensado no objetivo final: Provocar.

“Nós tivemos o cuidado de detalhar cada pedaço tanto do style assinado pela renomada estilista Vicenta Perrota quando do cenário fotografado pelas lentes de Rafaella Kennedy. Tudo ali tinha um porquê. Quem tiver um olhar mais apurado vai enxergar diferentes referências brasileiras”, comenta a jornalista.

O coletivo ainda ressalta que, mesmo em tempos de pandemia, não ficaram de braços cruzados.

“Já estamos nos articulando com novas ações em conjunto com a sociedade civil, afinal, acreditamos que para construir novos caminhos precisamos criar novas trilhas. E, principalmente, não podemos esperar tudo do poder público, por isso já nos organizamos para revolucionar essa sociedade”, finaliza Lara.

Para conferir o ensaio fotográfico basta acessar o site: BOCADESISSI.COM, e também seguir nas redes sociais @bocadesissi.


Campanha Solidária Boca de Sissi

O coletivo não tem fins lucrativos e nem faz parte de políticas partidárias. Vale ressaltar que, logo que se iniciou a pandemia, foi lançada uma campanha solidária que arrecadou e distribuiu quase 2 toneladas de alimentos, produtos de higiene pessoal, produtos de limpeza e roupas, sendo dividido para 8 coletivos/ONG e bairros da região metropolitana de Campinas.

Para ficar por dentro das ações do coletivo acesse o site: bocadesissi.com

© 2020 Jornal de Paulínia