Reintegração de posse de imóvel ocorreu por decisão do Tribunal de Justiça de São Paulo, segundo a P

O imóvel foi lacrado será reformado pela Administração e servirá como base para oficinas sociais



A Prefeitura de Paulínia informou que a reintegração de posse realizada na quinta-feira (3), ocorreu por decisão do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP). A ação judicial teve início em agosto de 2019 na gestão do ex-prefeito Antônio Miguel Ferrari, o Loira.

A Secretaria de Assistência Social e Cidadania ofereceu por diversas vezes a ocupante do imóvel C.J.N., os benefícios sociais do Programa de Ação Social (PAS). As primeiras tentativas ocorreram em novembro de 2018.

O imóvel foi lacrado será reformado pela Administração e servirá como base para oficinas sociais que serão ofertadas para adolescentes, jovens e mulheres da cidade.

A desocupação ocorreu com apoio da Guarda Municipal, da Secretaria de Obras e Serviços Públicos e do Consórcio Paulínia Sempre Limpa.