Projeto de Lei para agilizar construção da ponte estaiada é aprovado em primeira discussão

Agora o PL deverá ser votado em segunda discussão na próxima sessão da Câmara Municipal



O presidente da Câmara, Antonio Miguel Ferrari, o Loira, pautou o Projeto de Lei 45/2020, que agiliza construção da ponte estaiada. O PL foi aprovado em primeira discussão na noite de terça-feira (2) e agora deverá ser votado em segunda discussão na próxima sessão.

Com a mudança na legislação, obras como a construção da nova ponte que ligará a região do João Aranha ao Monte Alegre, poderão ter início de forma mais rápida, pois o licenciamento ambiental para empreendimentos e atividades de médio impacto serão emitidos de forma mais ágil. Os vereadores Danilo Barros e Fabia Ramalho estavam ausentes por motivos de saúde. Empresas e empreendimentos que desejam se instalar na cidade também terão serão beneficiadas.

O projeto foi enviado pela Prefeitura no dia 3 de julho e estava parado até a reportagem do jornal Agora Paulínia cobrar uma posição de Loira, presidente da Câmara, responsável pela montagem da pauta.

Contrato

O prefeito de Paulínia, Du Cazellato assinou no mês de julho o contrato para construção do novo sistema viário sobre o Rio Atibaia, que ligará a região do Monte Alegre ao João Aranha.

“Tenho uma ótima notícia para todos, assinei como prefeito de Paulínia o contrato de construção do novo sistema viário do Rio Atibaia – ‘Ponte do João Aranha’, que ligará a região do João Aranha ao Monte Alegre” anunciou Du Cazellato na época, por meio de suas redes sociais. Além da ponte que será estaiada, serão construídos o sistema viário, incluindo serviços de terraplanagem, pavimentação, calçamento, pintura e iluminação pública. A proposta vencedora do Consórcio Paulitec foi de R$ 49 milhões, sendo que o estimado na licitação era o valor de R$ 72 milhões. Todas as despesas da obra serão custeadas com recursos do próprio orçamento municipal. No total a nova ponte terá 260 metros de extensão, sendo 120 metros estaiados e 140 convencionais. O edital também contempla toda infraestrutura necessária para a construção do sistema viário, incluindo serviços de terraplanagem, pavimentação, calçamento, pintura e iluminação pública.

© 2020 Jornal de Paulínia