Após sete anos, direitos de ex-funcionários do antigo CACO e AIJ serão pagos pela Prefeitura

A Administração irá investir cerca de R$ 10,373 milhões, sanando as dívidas das ações judiciais

Até o final de setembro, a Prefeitura de Paulínia irá pagar 90 precatórios, investindo no total cerca de R$ 10,373 milhões.

Precatório nada mais é que o reconhecimento judicial de uma dívida que o ente público tem com o autor da ação, seja ele pessoa física ou jurídica.

Os precatórios são referentes a ações que tramitaram no Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ/SP) e no Tribunal Regional do Trabalho (TRT). Alguns processos tiveram início em 2002.

Entre os pagamentos que irão ser feitos, também estão ações individuais de ex-funcionários da extinta Associação da Infância e Juventude (AIJ) e do extinto Centro de Ação Comunitária (CACO), que foram fechados em 2013.

Os pagamentos serão feitos pela Secretaria de Finanças, que irá depositar os valores em juízo, tendo início na quinta-feira (13).

“Mais um problema que essa gestão resolve em 10 meses de mandato. Ainda temos muito por fazer, mas seguimos trabalhando por e para Paulínia”, disse o prefeito Du Cazellato através de suas redes sociais.