A importância da integração de jovens na política nacional, por Fabiana Carneiro


O estatuto do jovem garante a participação dos jovens e adolescentes no desenvolvimento do país, porém não é assim que acontece. Muitas pessoas acreditam que os jovens e adolescentes não têm maturidade suficiente para participar de discussões políticas, entretanto, a partir dos 16 anos de idade os mesmos já podem votar no Brasil, portanto é muito importante que eles estejam sempre a par da situação política do nosso país para que uma sociedade integrada seja alcançada.

Desde a dura época da ditadura militar as propostas dos jovens são consideradas perigosas pois, eles eram vistos como bagunceiros e sonhadores. De acordo com a pesquisa Agenda Juventude Brasil 2013, 54% dos jovens entrevistados de 15 a 29 anos, consideram a política muito importante, dessa forma é necessário que a opinião dos jovens e adolescentes sejam ouvidas e, que, haja maior oportunidade de participação dos mesmos em discussões políticas.

Nas escolas nem sempre há espaço necessário para falar sobre a situação política de nosso país, pois muitos pais consideram errado debater esse tema na adolescência. De acordo com o filósofo alemão Immanuel Kant ‘O ser humano é aquilo que a educação faz dele’, portanto a educação aliada à informação e debates de qualidade sobre política, fará com que os adolescentes tenham mais noção sobre esse tema e no futuro se tornem eleitores conscientes.

Desse modo, é necessário que o Ministério da Educação abra mais espaço nas escolas para discussões sobre temas políticos, por meio de palestras com pessoas renomadas no assunto, para que haja uma maior integração dos jovens no atual cenário político do país.

© 2020 Jornal de Paulínia