Preconceito e discriminação, por Dr. Roberto Daher

17.07.2020

 

A lei 7.716, de 5 de janeiro de 2019, trata do preconceito e discriminação de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional.

Em minhas aulas eu ouso em afirmar que, ao contrário do que se tem na lei em comento, a bem da verdade, o preconceito, em si, não é crime. E justifico: a palavra preconceito une o prefixo “pré”, que significa anterior, ao sufixo “conceito”, que remete a significado ou juízo. Preconceito é, pois, o ato de julgar algo ou alguém antes de conhecer o objeto de juízo.

Eu não gosto de arroz doce por conta de seu aspecto: isso é preconceito. Se eu não gostasse de um argentino, simplesmente pelo fato dele ser um argentino, igualmente seria um preconceito.

Pois bem, existe um princípio básico do Direito Penal, que tem o nome de princípio da transcendência ou da alteridade, desenvolvido por um importante jurista alemão chamado Claus Roxin, segundo o qual “só pode ser punido aquele comportamento que lesione direitos de outras pessoas e não seja simplesmente pecaminoso e imoral”.

Em outras palavras, um fato só pode ser considerado crime se ele afetar uma outra pessoa que não o autor. Por isso, a título de exemplo, a auto lesão e a tentativa de suicídio, a princípio, não são considerados crimes. Só o serão se forem um meio para a prática de um crime, como se teria em uma eventual solicitação de seguro fraudulento - quando o prejudicado seria outra pessoa, transcendendo da figura do autor.

Pois bem, ao se ter preconceito, que como visto, está no âmbito do pensamento, não estaremos prejudicando qualquer pessoa. O fato de, exemplo anteriormente utilizado, eu não gostar de argentino, não constitui crime. É, sim, um fato imoral, certamente pecaminoso, ouso dizer até de imbecilidade, mas não crime.

O crime passaria a existir no exato momento em que exteriorizasse, através de atos e palavras, este preconceito. A isso se chama de discriminação, ou intolerância, e, aí sim, discriminação e intolerância são crimes previstos em lei.

Outro ponto: algumas pessoas fazem alusão à expressão “racismo” para tratar da prática delituosa que ora discutimos. Entendo que essa expressão é totalmente descabida. E por uma séria de razões: inicialmente, todos nós somos pertencentes a uma só raça - a raça humana. Ou seja, não podemos ter preconceito de nós mesmos e de todos que nos cercam, sem qualquer exceção.

O que temos, e a lei trata disso, é uma discriminação quanto à cor (negra, vermelha, amarela, branca - esta última sofrendo bem menos discriminação que as demais, frise-se) e etnia, está representando uma coletividade de indivíduos que se diferencia por sua especificidade sociocultural, refletida principalmente na língua, religião e maneiras de agir.

Mas a lei vai além disso: coíbe, também, a discriminação quanto à religião e à procedência nacional. Vale uma explicação: por procedência nacional, os autores entendem pessoas vindas de outras regiões do país (nordestinos, sulistas, nortistas etc.) ou vindas de outros Países (argentinos, bolivianos, haitianos, estado-unidenses etc).

Recentemente, o Supremo Tribunal Federal decidiu que a discriminação pelo fator da sexualidade também deve ser abrangida pela Lei.

Como professor de Direito Penal vejo-me obrigado a dizer que esta decisão é totalmente esdrúxula. E antes que me designem homofóbico, o que decididamente não sou, explico: a Constituição Federal e o Código Penal são claros em afirmar que não há crime sem lei anterior que o defina, ou seja, um fato só pode ser crime se houver uma lei que diga que ele é – a isso se chama princípio da legalidade. Não é o caso.

A lei omite esta possibilidade – evidentemente em uma negligência do Poder Legislativo quanto a isso, posto que qualquer forma de discriminação deveria ser criminosa. E não cabe ao Poder Judiciário legislar. Para que todos entendam bem: se eu pratico um ato que, embora seja danoso, vil, imoral, pecaminoso, mas ainda assim não seja previsto como crime, não é crime!

Se alguém vem e diz que é crime, cria uma insegurança jurídica prejudicial à sociedade. Hoje posso estar fazendo uma coisa que, amanhã, alguém ache que é crime e, pronto, temos um criminoso!

Reitero que entendo plenamente que a homofobia é um ato repugnante e imoral e, assim como toda forma de discriminação (idosos, deficiente físicos, pessoas especiais, sexo, dentre outros) deveria ser considerado crime. Mas pelos meios previstos na Constituição Federal e Código Penal, ou seja, através de uma lei e não por decisão judicial, ainda que do órgão máximo do Poder Judiciário.

Por fim, até por conta do quanto acima disse, ou seja, de que um crime só é crime se estiver previsto em lei como tal, os atos discriminatórios são aqueles previstos na Lei 7716/1989.

Existe uma confusão grande quando se fala que ofender uma pessoa por conta de sua cor ou etnia é “crime de racismo”. Não é. É, de fato, uma manifestação de intolerância e discriminação, mas trata-se de um crime previsto no Código Penal, qual seja de injúria (da qual falei em artigo anterior) qualificada pelo componente discriminatório.

Finalizando, é muito triste termos a necessidade de uma legislação para servir de método de coação para que as pessoas tratem seus semelhantes de forma igual. Independentemente de cor, etnia, religião, procedência nacional, preferência sexual, sexo, idade, classe social etc., deveríamos ser tolerantes um para com os outros, viver em harmonia, buscando um mundo melhor.

Compartilhar no Facebook
Gostei
Please reload

23 Oct 2020

Prefeito Du Cazellato autorizou a aquisição de 12.000 planos pelo período de seis meses em razão das aulas presenciais suspensas pela pandemia

O prefeito Du Cazellato (PL) autorizou a aquisição de 12.000 planos da operadora Tim S/A , com franquia mensal de 10GB de internet e serviço de voz ilimitado, para alunos da rede municipal de ensino.

Segundo o extrato do contrato, a ação é visando a melhoria do acesso aos conteúdos pedagógicos inseridos pela Secretaria Municipal de Educação na plataforma re...

23 Oct 2020

Além dos benefícios à autoimagem, o uso do lenço age positivamente no tratamento da paciente

Muitas mulheres, enquanto enfrentam o tratamento contra o câncer, relatam que um dos momentos emblemáticos é quando começam a cair os cabelos e, com eles, uma parte importante da autoestima. Sentir-se feminina importa muito na qualidade de vida e recuperação das pacientes; foi por isso, que durante o Outubro Rosa, movimento internacional de conscientização para o controle do câncer de mama, que o laborató...

23 Oct 2020

Executivo municipal é responsável por gestão dos serviços públicos

Em 2020, aproximadamente 148 milhões de eleitores estão aptos a ir às urnas em novembro para escolher prefeitos e vereadores. Mas você sabe o que faz um prefeito? Representante máximo do Poder Executivo municipal, é ele quem comanda a administração da cidade e é o responsável pela gestão dos serviços públicos do município como educação, saúde, transporte e limpeza pública, entre outros.

Muitas dessas políti...

23 Oct 2020

Os Cães de Serviço são divididos por categorias, cada um com suas particularidades, mas todos igualmente especiais e importantes


Os Cães de Serviço são divididos por categorias, cada um com suas particularidades, mas todos igualmente especiais e importantes. Existem os cães treinados para auxiliar autistas, para diabéticos, de alerta e de mobilidade.

Os cães para autistas aprendem a deitar no chão, impedindo que uma criança saia correndo e fuja. Os cães para diabéticos avisam quando há grandes...

23 Oct 2020

A motorista, que veio a óbito no local, era técnica de enfermagem do Caism, da Unicamp

Na tarde da última quinta-feira (22), um grave acidente matou duas pessoas na Rodovia Virginia Viel Campo Dall'Orto (SPA 115/330), em Sumaré. Entre as vítimas está o gerente da Secretária de Serviços Públicos do município, Rildo José Sanches, de 52 anos.

De acordo com a Polícia Militar Rodoviária, a colisão ocorreu por volta de 13h20, na região do bairro Chácara Bela Vista.

A condutora de um Renault Clio trafegav...

23 Oct 2020

A praça do Bom Retiro também foi beneficiada com nova pintura e areia na área dos brinquedos


Os trabalhos de recuperação dos campos de futebol da cidade, foram concluídos pela Prefeitura de Paulínia nesta semana em mais dois locais.

Os bairros Vila Nunes e Bom Retiro agora contam novos campos de futebol. A Secretaria de Esportes reformou o alambrado, instalou ponto de hidratação, trocou as redes dos gols de ambos os locais. No Vila Nunes também foi feita a marcação do solo.

A praça do Bom Reti...

23 Oct 2020

Os trabalhos realizados pela Prefeitura já passaram por ruas do Jardim Itapuã, Centro, José Paulino Nogueira, Monte Alegre 3 e São José

O trabalho de pintura do solo realizado pela Administração Municipal nesta semana atendeu vias do Jardim Vista Alegre, Monte Alegre 1, Nova Paulínia e São José.

Trechos das Avenidas dos Trabalhadores e dos Expedicionários estão entre os locais que receberam melhorias de sinalização, além do cruzamento entre as Ruas Santa Cruz e 9 de Julho.

A Secretaria de Trans...

23 Oct 2020

A live será transmitida na página do Facebook do CMDM

Nesta sexta-feira (23) às 19h30 o Conselho Municipal do Direito da Mulher de Paulínia realiza um bate papo com Adhara Campos Vieira sobre “As Constelações Familiares e a Violência Doméstica”.

A convidada é Mestre em Direitos Humanos pela Universidade de Brasília, graduada em Ciências Contábeis pela Universidade de Brasília (UnB), Bacharel em Direito, autora do livro “A constelação no Judiciário” e Presidente da Associação Brasileira de Constela...

16 Oct 2020

A licença de instalação deverá ser emitida em breve, o que possibilitará o começo das obras

O início das obras de construção do novo sistema viário que vai ligar a região do Monte Alegre ao João Aranha, está cada dia mais próximo para a população paulinense.

Na quinta-feira (15) a Prefeitura de Paulínia publicou na edição 1549 do Semanário Oficial, a Licença Prévia 1/2020, emitida pela Secretaria de Meio Ambiente, com validade de dois anos.  A Comissão de Licenciamento da Prefeitura de Paulínia, c...

16 Oct 2020

Estudos mais recentes indicam que as crianças são as mais contaminadas e mais assintomáticas para o coronavírus, com uma taxa de aproximadamente 70%

A Prefeitura Municipal de Paulínia comunicou comunicar oficialmente sobre o não retorno das atividades e aulas presenciais nas escolas e unidades da rede municipal de educação no ano letivo de 2020.  A decisão pauta-se em critérios eminentemente técnicos e científicos, com a finalidade precípua de proteger as crianças, os trabalhadores e a comunidade...

Please reload

© 2018 Jornal de Paulínia