Paulínia comemora nesta sexta-feira (19) o dia do padroeiro Sagrado Coração de Jesus

A história na Igreja Católica, o Sagrado Coração de Jesus é uma das três solenidades do tempo comum da liturgia da Igreja Católica


(Paulínia Vista de Cima/RT Imagens): Paróquia Sagrado Coração de Jesus Paulínia.


Desde o início do mês junho a igreja católica do Sagrado Coração de Jesus de Paulínia vem comemorando o dia do padroeiro, lembrado nesta sexta-feira (19), feriado municipal.

Neste ano, devido a pandemia do novo coronavírus, as celebrações estão acontecendo de modo virtual por meio das mídias sociais da igreja (Facebook, Instagram, YouTube) e transmitidas também na Rádio Matriz FM (105.9).

A última celebração ocorrerá nesta sexta-feira, Glorioso dia do Padroeiro, em dois horários. As 18h acontece a Missa Solene do Sagrado Coração de Jesus, presidida pelo Arcebispo Metropolitano de Campinas, Dom João Inácio Muller. Já as 19h será realizada a tradicional Carreata com andor do Padroeiro pelas ruas e avenidas do município, com saída e chegada da Igreja Matriz.


Serviços

Os serviços de segurança pública, de transporte urbano e rural, de limpeza urbana e coleta de lixo e do Pronto Socorro do Hospital Municipal de Paulínia, funcionarão normalmente nesta sexta. Telefones úteis: Guarda Municipal – 153 ou 3874 3646 | Defesa Civil – 199 ou 3874 1516 | Polícia Militar – 190 | Pronto Socorro – 192 | Corpo de Bombeiros – 193 | CoronaSUSPaulínia – 19 99620-0202 (Dúvidas e orientações sobre o Coronavírus) – Funciona 24 horas por dia.


Sagrado Coração de Jesus

Dia 12 de Junho, feriado municipal em homenagem ao Sagrado Coração de Jesus, Padroeiro de Paulínia. A data foi oficializada como feriado pela lei municipal nº 2.631 de 11/07/2003, sendo o segundo feriado em Paulínia depois do dia do município (28/02).

Na história Católica paulinense, dos tempos da sesmaria Morro Azul a Villa José Paulino, nossa cidade consagrou diversos padroeiros, alguns oficias pela Igreja Católica e outros por devoção popular.

Um dos primeiros e mais populares foi São Bento, sua ligação à fé do povo paulinense, surgiu no poder atribuído ao santo na proteção contra as cobras, um dos animais mais temidos nas velhas fazendas de café de Paulínia a fé ao santo trouxe como promessa a um milagre, a construção da Capela de São Bento, patrimônio histórico de Paulínia.

Conta a história que a capela foi construída em 1897, e oficialmente inaugurada em 1903, uma promessa ao santo por livrar a filha de um fazendeiro da morte, após ser picada por uma cobra cascavel. O santo foi padroeiro de Paulínia até 1922, quando Dom Paulo de Tarso Campos determinou o Sagrado Coração de Jesus como padroeiro oficial da Villa José Paulino.

As primeiras celebrações foram organizadas pelo Cônego Samuel Fragoso, com a criação de um grupo de orações em louvor ao Sagrado Coração de Jesus, na ocasião da chegada do Padre Pedro Tomazini, primeiro pároco de Paulínia.

Entre os padroeiros consagrados popularmente, surgiu no início da década de 30, Santo Antônio, consagrado entre os colonos de origem italiana. Em sua devoção é comemorado no dia 13 de junho (data mundialmente estabelecida ao Santo pela Igreja Católica) uma grandiosa e tradicional festa na Comunidade da Igreja Nossa Senhora do Belo Ramo.

A história na Igreja Católica, o Sagrado Coração de Jesus é uma das três solenidades do tempo comum da liturgia da Igreja Católica, comemorada na segunda Sexta-feira, após a celebração de Corpus Christi, por esse motivo não existe uma data fixa. A devoção e veneração ao Sagrado é celebrada pela Igreja Católica ao longo de todas as primeiras Sextas-feiras de cada mês.

A origem desta devoção surgiu com a Santa Margarida Maria, uma religiosa de uma congregação conhecida como Ordem da Visitação. A Santa Margarida Maria de Alacoque teve extraordinárias revelações por parte de Jesus Cristo, que a incumbiu pessoalmente de divulgar e propagar ao mundo esta piedosa devoção.