As ‘Fake News’ e suas consequências, por Dr. Roberto Daher

19.06.2020

 

 

 

Ao contrário do que se imagina, a expressão fake news - em português notícias falsas – não é tão recente. Ela já era utilizada no final do século XIX para, assim como hoje, denominar informações públicas falsas.

Obviamente que, com o advento das redes sociais, essas mentiras tem uma possibilidade de divulgação muito mais rápida, alcançando, ainda, um maior número de pessoas.

Algumas notícias falsas, com manchetes chamativas, são criadas para atrair acessos aos sites e, assim, angariar vultuosas quantias com a publicidade digital.

Todavia, a finalidade das fake news que mais se destaca é, de fato, a criação de boatos e reforço de um pensamento por meio de mentiras e da disseminação de ódio. Dessa maneira, prejudicam-se pessoas comuns, celebridades, políticos e empresas, não raramente chegando a resultados desastrosos.

Um dos casos mais emblemáticos de que uma notícia falsa pode trazer prejuízos irreparáveis é o da dona de casa Fabiane Maria de Jesus, que morreu após ter sido espancada por dezenas de moradores de Guarujá, no litoral de São Paulo, em 2014, depois de ser confundida com uma sequestradora de crianças para rituais de magia negra, o que era uma informação falsa.

Outro boato que tomou conta das redes e deu causa a grande prejuízo, aqui à saúde pública, foi o de que algumas vacinas seriam mortais e teriam matado milhares de crianças. Por conta disso, algumas doenças, por exemplo o sarampo, do qual o Brasil era considerado livre, voltaram a acometer crianças.

Uma outra situação constante é o boato de que se terá uma nova greve de caminhoneiros, semelhante àquela havida em 2018 e que provocou desabastecimento de diversos produtos. Em alguns municípios, filas de carros formaram-se em postos de combustíveis, pois as pessoas temiam o aumento do preço e até mesmo a falta do produto.

Um dado grave que foi constatado pelos pesquisadores do Massachusetts Institute of Tecnology (MIT), nos Estados Unidos, é que a chance de uma notícia falsa ser repassada é consideravelmente maior que a de uma verdadeira. Foram analisadas 126 mil notícias, e percebeu-se que a probabilidade de republicar uma informação falsa é 70% maior do que a de republicar uma notícia verdadeira.

Por isso, aproximando-nos do período eleitoral, o cuidado com a disseminação de notícias falsas deve merecer uma maior atenção, pois que sua divulgação pode inclusive interferir no resultado de um pleito, como parece haver ocorrido na eleição presidencial dos Estados Unidos de 2016 – ocasião, inclusive, quando a expressão passou a ser utilizada com maior frequência pela imprensa mundial. Empresas especializadas identificaram uma séria de sites contendo notícias de conteúdo sensacionalista, envolvendo especialmente personalidades importantes, dentre as quais Hillary Clinton, então adversário do Presidente Eleito, Donald Trump.

No Brasil, a Polícia Federal investiga eventual uso desta estratégia nas últimas eleições presidenciais. 

Em âmbito local, certamente alguns candidatos de caráter duvidoso e mal-intencionados haverão de utilizar esta estratégia para obter vantagens sobre seus concorrentes, procurando induzir os eleitores a erro, cumprindo a estes fazer uma triagem destas informações, a fim de tomar uma decisão correta na hora do voto.

Importante salientar que, embora não se tenha uma legislação específica para a matéria, a criação e divulgação das fake news podem caracterizar prática de crimes, especialmente aqueles praticados contra a honra – injúria, calúnia e difamação - sujeitando, assim, seu autor a uma sanção penal, sem prejuízo de eventual possibilidade de indenização na esfera cível.

Outro dado interessante é que, como os responsáveis pelas fake news atuam, geralmente, em uma região da web que é oculta para a grande maioria dos usuários, não é fácil identificá-los e, consequentemente, puni-los, sendo, portanto, muito mais fácil responsabilizar, tanto na esfera penal como na cível, aqueles que as disseminam.

Portanto, além de ser um exercício de cidadania, a não disseminação de fake news evita muitas dores de cabeça.  E para se chegar a essa conclusão, de que o conteúdo da notícia é verdadeiro, é relativamente fácil. Existem sites da internet criados exclusivamente para estes fins, inclusive.

Ademais, outros cuidados seriam checar a fonte da notícia, ler a notícia por completo, conferir a data da notícia (algumas vezes notícias antigas são reeditadas, fora do contexto atual) e, principalmente, desconfiar de matérias sensacionalistas.

Obviamente que todos nós temos nossos candidatos preferidos, e é totalmente legítimo que procuremos angariar votos a estes, mas o convencimento deve partir exclusiva e necessariamente de suas propostas e não da destruição da moral de seus adversários, sobretudo se decorrer de notícias falsas. 

Como visto, compartilhar apenas aquilo que tem certeza de que é verdade é uma forma muito sensata de contribuir para uma sociedade melhor. 

Compartilhar no Facebook
Gostei
Please reload

18 Sep 2020

Com filmes nostálgicos e blockbusters, ingressos custarão entre R$ 5 e R$ 20

Desde 10 de setembro, 13 novas cidades entram no circuito da programação do Festival “De Volta Para o Cinema”, parte do projeto #JuntosPeloCinema. Com curadoria do crítico Érico Borgo, a ação marca a reabertura de cinemas que já estão preparados para receber o público respeitando todos os protocolos de segurança e bem-estar estabelecidos pelos governos locais, com procedimentos bastante similares aos aplicados em todo o...

18 Sep 2020

Convênio entre o município e a União aumenta a eficiência na Gestão Tributária

A Secretaria de Negócios da Receita foi responsável pela celebração de um convênio entre o Município de Paulínia e a União, para cobrança de créditos tributários pertencentes ao Governo Federal. Como a União possui um patamar mínimo de cobrança judicial, esses créditos podem ser cobrados pelo Município, que ficará responsável pelo gerenciamento de todo o processo judicial e por todos os valores eventualmente recebidos.

...

18 Sep 2020

A atual Administração trabalha para revitalizar todo o espaço que terá playground, lanchonete e banheiros com acessibilidade

Na última semana, a Prefeitura de Paulínia começou a desmontar a estrutura existente no píer do Mini Pantanal. O objetivo é construir um novo prédio e entregar a obra em 90 dias.

O local que estava abandonado desde 2014, quando os passeios de catamarã foram suspensos, após, seus motores serem roubados, já foi alvo de inúmeras invasões.

A atual Administração trabalha para...

18 Sep 2020

Prefeitura de Paulínia desde o início adotou uma série de medidas para resguardar a população e principalmente os profissionais da área de saúde

Segundo levantamento realizado no último sábado (12) pelo site Notícias de Paulínia aponta que a quantidade de recuperados da Covid-19 em Paulínia superou a dos que estão ativos para a doença, entre os dias 6 a 12 de setembro. Entre os casos confirmados, 3.095 estão recuperados e 3.313 estão com o coronavírus.

Está é a segunda semana consecutiva que o núm...

18 Sep 2020

O objetivo da Administração é estender o trabalho para outros locais da cidade, como já vem ocorrendo

A Prefeitura de Paulínia, por meio da Secretaria de Transportes de Paulínia está realizando o serviço de pintura de solo e sinalização em diversas ruas da cidade. Três bairros foram contemplados com a ação realizada nas últimas semanas. 

As sinalizações e pintura ocorreram no Santa Terezinha, mas imediações da igreja, no Monte Alegre e no São José, no balão Avenida João Vieira com José Pucinelli....

18 Sep 2020

No domingo (20) haverá um plantio de mudas que será feito por ciclistas, moradores da região e alunos do Paulínia Racing

O pump track do Residencial Olinda foi finalizado nesta semana. Construído pela Administração com apoio do Paulínia Racing Team, a pista recebeu impermeabilização e ao redor a grama foi replantada. Placas de sinalização também foram instaladas.

No domingo (20) haverá um plantio de mudas que será feito por ciclistas, moradores da região e alunos do Paulínia Racing Team com a orie...

18 Sep 2020

Os cachorros costumam dormir dez horas, no mínimo, sem contar os cochilos que podem duras cerca de meia hora

Assim como os humanos, os cães também precisam ter boas horas de sono para recarregar as energias – tanto físicas quanto mentais. Os cachorros costumam dormir dez horas, no mínimo, sem contar os cochilos que podem duras cerca de meia hora. Mas diversos fatores podem influenciar o tempo de sono.

Fatores que podem influenciar

Ambientes mais silenciosos e escuros são muito mais atraentes para t...

18 Sep 2020


Inscrições devem ser feitas exclusivamente pela internet

Por meio do programa Progredir, o Ministério da Cidadania está ofertando 14 mil vagas, de para pessoas que são atendidas pelo Bolsa Família e estão inscritas no Cadastro Único do governo federal. Segundo a pasta, estão abertas vagas comércio, indústria, construção civil, entre outras áreas.

A maior parte dos postos de trabalho não exige experiência ou alto nível de escolaridade. Além de participar do Bolsa Família e do Cadastro Único, o int...

18 Sep 2020

O abrigo está passando por um momento difícil e impossibilitado de realizar eventos para ajudar com os gastos da instituição

Mais uma vez, o Lar dos Idosos Irmã Rosália localizado em Cosmópolis, está aqui pedindo ajuda com doação de fraldas geriátricas tamanho G e XG.

“Hoje usamos em média 200 fraldas por semana e não está sendo fácil manter”, disse a representante do Lar.

Segundo os responsáveis, o abrigo está passando por um momento difícil e impossibilitado de realizar eventos para ajudar com os...

18 Sep 2020

Segundo apurações, o acidente ocorreu na área da forjaria da empresa

Um líder de produção de 26 anos, morreu após um acidente de trabalho que ocorreu no interior da empresa metalúrgica Villares Metals, no Jardim Santa Carolina, na região do Maria Antonia, em Sumaré, na tarde da quarta-feira (16). As primeiras apurações dão conta que o acidente ocorreu na área da forjaria da empresa.
O corpo da vítima foi levado para o IML (Instituto Médico Legal) de Americana para a realização de exame necroscópi...

Please reload

© 2018 Jornal de Paulínia