Prefeitura publica contratação de duas empresas para o fornecimento de respiradores

O extrato dispensa licitação pública devido ao decreto de calamidade pública


A Prefeitura de Paulínia publicou na edição de sexta-feira (24) do Semanário Oficial sobre a contratação de duas empresas para o fornecimento de respiradores para atendimento de pacientes assistidos na rede municipal de Saúde. O extrato dispensa licitação pública devido ao decreto de calamidade pública.

As empresas contratadas são a Cirúrgica Fernandes Comércio de Materiais Cirúrgicos e Hospitalares Ltda, por R$ 103.567,00; e a Protec Export Indústria, Comércio, Exportação de Equipamentos Médicos Hospitalares Ltda, por R$ 64.349,50. Os dois contratos somam R$ 167.916,50 do dinheiro público.

No extrato de dispensa de licitação pública, a Prefeitura não esclarece quantos respiradores foram comprados. Justifica que serão usados durante o enfrentamento da emergência de saúde pública decorrente do novo coronavírus, causador da doença Covid-19.

Segundo o conselheiro municipal da Saúde, Ronaldo Santos de Souza, até o último dia 18, a rede municipal de Saúde contava com 10 respiradores. Em vídeo gravado pelo Conselho Municipal da Saúde, no início do mês, o secretário municipal de Saúde, Fábio Luiz Alves, disse que eram 12 e previa comprar mais 15 ou 25.

A assessoria de imprensa da Prefeitura de Paulínia foi procurada para informar qual a quantidade de respiradores comprados, o prazo que as fornecedoras têm para entregar os equipamentos e a partir de quando as máquinas estarão disponíveis para uso dos pacientes da rede municipal de Saúde, porém não havia informado até a publicação desta edição.