Pesquisadores da Unicamp e USP estão desenvolvendo teste rápido, promissor e de baixo custo para diagnóstico do COVID-19

24.04.2020

O método se baseia na análise do padrão de moléculas encontrado em fluidos corporais e tem custo estimado entre R$ 40 e R$ 45 por paciente

 

 

 

Pesquisadores da Unicamp e da USP uniram esforços para desenvolver um teste rápido e de baixo custo para diagnosticar os casos de COVID-19 e, além disso, identificar os pacientes com risco de evoluir para quadros de insuficiência respiratória.

O método se baseia na análise do padrão de moléculas encontrado em fluidos corporais e tem custo estimado entre R$ 40 e R$ 45 por paciente.

“Já enviamos o processo de aprovação na Conep [Comissão Nacional de Ética em Pesquisa, órgão que regulamenta estudos clínicos no Brasil], e já estamos fazendo análises prévias e processando os dados. Tudo ao mesmo tempo, em virtude da situação”, conta Rodrigo Ramos Catharino, coordenador do Laboratório Innovare de Biomarcadores da Unicamp, à Agência FAPESP.

O pesquisador desenvolve uma linha de pesquisa que combina ferramentas de metabolômica (estudo do conjunto de metabólitos em amostras biológicas) e inteligência artificial (aprendizado de máquina) para buscar biomarcadores que ajudem no diagnóstico e na avaliação do prognóstico de diversas doenças, entre elas síndrome metabólica, infecções virais e fibrose cística.

As amostras dos pacientes serão inicialmente analisadas em um espectrômetro de massas (uma espécie de balança molecular), equipamento capaz de revelar todos os metabólitos presentes no fluido corporal. Esse conjunto de moléculas, por sua vez, indica aos cientistas os diversos processos metabólicos ativos no organismo.

O passo seguinte, que será feito no Instituto de Computação da Unicamp, sob a coordenação do professor Anderson Rezende Rocha, é usar ferramentas de aprendizado de máquinas para analisar tanto os resultados das amostras de indivíduos com COVID-19 quanto das amostras de pessoas saudáveis, que servirão de controle. Espera-se assim “treinar” o programa de computador para reconhecer o padrão saudável, o padrão do paciente infectado pelo novo coronavírus e também o padrão associado aos casos graves da doença.

 

Coleta de material

A captação dos voluntários e a coleta de amostras estão sob a coordenação do professor colaborador da Faculdade de Medicina (FM) da USP Rinaldo Focaccia Siciliano, médico assistente da Divisão de Moléstias Infecciosas e Parasitárias do Hospital das Clínicas (HC-FM-USP) e da Unidade de Controle de Infecção Hospitalar do Instituto do Coração (InCor).

À Agência FAPESP, Siciliano explica que a seleção dos participantes será feita entre os pacientes admitidos no HC-FM-USP com sintomas de síndrome gripal, que incluem febre, tosse, dor de garganta e coriza. Também serão incluídos pacientes atendidos no Hospital Municipal da Lapa com os mesmos sintomas.

“O objetivo é abranger uma população heterogênea, pois o HC é um hospital terciário [em que chegam pacientes graves encaminhados por prestadores de serviços primários e secundários] e o Hospital Municipal da Lapa é um pronto socorro de portas abertas, recebe casos de todos os tipos”, diz o médico.

Segundo Siciliano, serão coletadas amostras de três grupos diferentes: pacientes com diagnóstico confirmado de COVID-19 pelas técnicas moleculares hoje usadas na rotina, pacientes com diagnóstico confirmado de influenza (vírus da gripe) e pacientes com sintomas gripais e resultado negativo para os dois patógenos.

“Estimamos ser necessário coletar 50 amostras de cada grupo e mais 50 de pessoas saudáveis, que servirão de controle. Acreditamos que, por causa da pandemia, em pouco tempo conseguiremos finalizar a fase de coleta”, afirma Siciliano.

Na avaliação do pesquisador, a vantagem do teste rápido é poder tirar o paciente de circulação, impedindo que transmita o vírus para mais pessoas. “Além disso, se pudermos predizer os casos de maior risco, poderemos oferecer um nível de atenção mais adequado”, afirma.

Segundo Catharino, depois que o conjunto de procedimentos e o software estiverem prontos e validados, será possível fazer mais de mil testes em um único dia. “Além de mais rápido que o método hoje usado, seria mais barato e ofereceria mais informações para ajudar o profissional de saúde no momento de decisão por hospitalizações e tratamentos”, diz.

A professora da FM-USP Ester Sabino, uma das idealizadoras do estudo, será responsável pelo armazenamento do material biológico coletado no Instituto de Medicina Tropical (IMT) da USP.

Já o professor da FM-USP José Carlos Nicolau, que dirige a Unidade Clínica de Coronariopatia Aguda do InCor, está à frente de outro objetivo do projeto: entender de que modo o novo coronavírus altera a capacidade de agregação das plaquetas e a coagulação sanguínea, bem como as implicações clínicas desses processos.

“Pretendemos olhar o que ocorre com a agregação de plaquetas e com outros marcadores de coagulação do sangue. A ideia é comparar essas variáveis nos grupos acima citados [pacientes com desconforto respiratório hospitalizados com COVID-19, com influenza, sem nenhum dos dois e grupo controle] avaliar as diferenças entre eles. Os resultados podem ter implicações prognósticas e terapêuticas. Se eu noto que um determinado parâmetro influencia negativamente o quadro do paciente, posso tentar intervir bloqueando esse processo, no sentido de melhorar a evolução”, conta Nicolau.

Fonte: Agência Fapesp 

Compartilhar no Facebook
Gostei
Please reload

3 Jul 2020

Prefeito Du Cazellato assinou nesta semana contrato com Consórcio Paulitec, que venceu a licitação com R$ 23 milhões abaixo do estimado

O prefeito de Paulínia, Du Cazellato (PL) assinou na última segunda-feira (29) o contrato para construção do novo sistema viário sobre o Rio Atibaia, que ligará a região do Monte Alegre ao João Aranha.

“Tenho uma ótima notícia para todos, assinei como prefeito de Paulínia o contrato de construção do novo sistema viário do Rio Atibaia – ‘Ponte do João Aranha’, que...

3 Jul 2020

Sistema Imune e Câncer: Importantes Resultados da Imunoterapia Brasileira Divulgados no Último Congresso Americano de Oncologia – ASCO 2020

Tudo começa com o cirurgião americano William Coley (1862-1936), intrigado com uma vítima de câncer que havia se curado após uma infecção severa, ele postulou que "nossas células de defesa, quando ativadas, erradicariam o tumor".

No século 19, Rudolf Virchow mostrou as primeiras evidências de células inflamatórias em tumores, sugerindo uma possível associação...

3 Jul 2020

Serviço foi iniciado na quarta-feira (1º) nas 836 unidades de Registro Civil do estado de São Paulo
 

Desde quarta-feira (1º), atos de inscrição, alteração, consulta e emissão de segunda via de CPF (Cadastro de Pessoas Físicas) podem ser feitos nos 836 Cartórios de Registro Civil do Estado de São Paulo, possibilitando que os cidadãos paulistas possam inclusive regularizar seus documentos para fins de obtenção do auxílio emergencial, disponibilizado pelo Governo Federal em razão da pandemia da COV...

3 Jul 2020

Segundo o grande penalista Magalhães Noronha, honra é "o complexo ou conjunto de predicados ou condições da pessoa que lhe conferem consideração social e estima própria".

Diante dessa brilhante definição, temos, então, dois tipos de honra: a primeira, denominada honra objetiva, sentimento geral, externo, o que os outros pensam da pessoa, e honra subjetiva, sentimento pessoal, o que o ser humano pensa de si próprio com relação aos atributos físicos, morais e intelectuais. Não se admite a existênci...

3 Jul 2020

Os dois estavam em atitudes suspeitas pelas redondezas do bairro com dois filhos pequenos

Na última segunda-feira (29) uma equipe da ROMU de Paulínia, em patrulhamento pela região do bairro João Aranha, foi informada por populares que um veículo modelo Fox de cor preta, estaria circulando pelas redondezas de forma suspeita.

Com as informações a equipe não demorou para localizar o veículo ainda em movimento, que quando abordado, verificou que os ocupantes eram um casal e seus dois filhos pequenos.

E...

3 Jul 2020

No mês de junho, o município registrou apenas três casos da doença, no mesmo período do ano anterior a cidade teve 96 casos

No mês de junho, Paulínia registrou mais uma vez de queda nos casos de dengue, com apenas três casos da doença. No mesmo período em 2019, a cidade teve 96 casos. Comparando os dois meses, a queda é de 86%.

Entre janeiro e maio deste ano, Paulínia já havia registrado uma queda de 84% nos casos de dengue quando comparado ao mesmo período de 2019, não registrando nenhum óbito pe...

3 Jul 2020

Doação aconteceu devido a GM de Paulínia constar como uma das corporações do país que possui toda documentação regulamentada junto ao órgão federal 

A Guarda Municipal de Paulínia recebeu na sexta-feira (26) material de Equipamento de Proteção Individual (EPI’s) doados pelo Governo Federal através da Secretaria Nacional de Segurança Pública(SENASP). A doação aconteceu devido a GM de Paulínia constar na lista da SENASP como uma das corporações do país que possui toda documentação regulamentada jun...

3 Jul 2020

A mudança é opcional e os estabelecimentos comerciais poderão funcionar por 6 horas diárias, mas terão que fechar durante três dias da semana

O governo de São Paulo vai publicar um decreto que permite a ampliação do horário de funcionamento dos estabelecimentos comerciais dos municípios que estão na fase laranja de flexibilização econômica durante a quarentena do coronavírus. A mudança é opcional e os estabelecimentos comerciais poderão funcionar por 6 horas diárias, 2 horas a mais do que o atual...

3 Jul 2020

Para acompanhar as ações durante o mês de julho do Livre Coletivo Arte, acesse o perfil no Instragram: @livrecoletivoarte

No mês de julho, o Livre Coletivo Arte realiza um mês inteiro de ações voltadas para a conscientização e o fortalecimento das lutas na causa LGBTQI+.
Durante todo o mês serão realizadas postagens com informações sobre dúvidas, curiosidades e a luta contra a LGBTfobia.
Nesta primeira edição, o Coletivo organizou conversas abertas em formato de entrevistas, shows e uma maratona...

3 Jul 2020

Fique informado e circule com segurança durante a quarentena

O aplicativo Google Maps ganhou novas funções para combater o coronavírus, agora os usuários podem circular por Paulínia com mais segurança, recebendo alertas da app com possíveis aglomerações por exemplo. Quando o usuário procurar informações relacionados a trajetos, receberá alertas que estejam relacionados ao vírus de maneira que o usuário estará mais preparado para se locomover pela cidade.

Os alertas recebidos são baseados em dados...

Please reload

© 2018 Jornal de Paulínia