Prefeitura compra 20 mil testes rápidos para diagnóstico de coronavírus

Administração também investiu na aquisição de EPIs para os profissionais da saúde


A Prefeitura de Paulínia realizou a compra de 20 mil testes rápidos para diagnóstico do coronavírus. O processo de compra emergencial foi liberado na sexta-feira (27).

O objetivo é aumentar o número de testes realizados na população, para agilizar o atendimento, caso o resultado seja positivo.

Atualmente, os testes são feitos após triagem médica. O SWAB (coleta de secreção nasal e bucal) é colhido e enviado para o Instituto Adolfo Lutz em São Paulo, porém com a demanda alta, o prazo de análise aumentou para mais de 15 dias. Com o teste rápido, o prazo cairá para 15 minutos, pois será feito via exame de sangue.

Além dos testes, a Administração investiu na aquisição de equipamentos de proteção individual (EPI’s) e comprou até o momento:

154 mil máscaras cirúrgicas 7 mil máscaras N95 15 mil aventais descartáveis 3 mil luvas de procedimento 9 mil lençóis descartáveis 2 mil óculos descartáveis 8 mil litros de álcool gel 70% 15 camas elétricas 40 colchões hospitalares, e 60 colchonetes 3 mil Viseiras descartáveis de proteção

Os EPI’s serão destinados para profissionais das áreas de Saúde, Segurança, Defesa Civil, Assistência Social e Cidadania, que estão atuando no combate e prevenção ao covid-19.

“Temos uma pandemia pela frente e vamos fazer tudo o que for possível para preparar nossa cidade, visando sempre preservar vidas”, comentou o prefeito Du Cazellato. Outros equipamentos também estão sendo comprados para reforçar a rede municipal de Saúde. Entre eles estão macas, cadeiras de rodas, colchonetes, monitores cardíacos, estetoscópio, entre outros.

Para o secretário de Saúde, doutor Fábio Alves, todos os investimentos são ganhos para toda cidade. “O coronavírus vai passar e quando isso ocorrer, teremos um sistema mais forte e preparado. Agradeço toda Administração pelo empenho e agilidade. Juntos, contra a covid-19 e avançando por um futuro melhor”.