Assassino que estava foragido há 12 anos é preso em Paulínia

O homem foi condenado pelo estupro e assassinato da própria tia em 2008


Na última segunda-feira (17), um homem de 34 anos que estava foragido por estuprar e matar a própria tia há 12 anos, foi preso em Paulínia.

De acordo com informações do programa Balanço Geral, Carlos Magno da Silva Ramos estava foragido desde 2008. O homem, de 34 anos, é procurado desde os 22 anos pelo estupro e assassinato da tia.

Ele foi preso dentro de uma residência em Paulínia depois que os policiais do BAEP receberam uma denúncia anônima informando o paradeiro do assassino.

Segundo informações policiais, durante a abordagem ele negou que tivesse cometido qualquer crime, mas, em seguida confessou que era procurado por estupro e homicídio.

Ele não apresentou resistência ao ser surpreendido no interior da residência.

O crime aconteceu na cidade de Cosmópolis. A vítima era a tia de Carlos, uma jovem de 19 anos que teria pegado carona com o sobrinho e então sofrido o abuso e posteriormente sido assassinada.

Carlos nunca chegou a ser preso pelo crime, apesar de ter sido condenado no mesmo ano do assassinato. Durantes esses 12 anos ele morou na capital do estado e voltou recentemente para o interior.