Petrobras dá início à ‘parada’ da Refinaria de Paulínia


Durante o procedimento, as tochas da Replan poderão, provisoriamente, ficar com chamas mais intensas



A Petrobras informou que deu início na terça-feira (28) a parada programada de duas unidades de processo da Refinaria de Paulínia (Replan) para manutenção preventiva. A notícia foi veiculada pelo portal Paulínia 24 horas.

A estatal destacou que durante esse procedimento, “planejado e executado segundo normas e diretrizes de segurança”, as tochas da Replan poderão, provisoriamente, ficar com chamas mais intensas.

A Petrobras não informou quanto tempo durará a manutenção das unidades da Replan, nem quantos trabalhadores de empresas terceirizadas executam o serviço nas duas unidades.

Nasegunda e terça-feira, dias 27 e 28, os petroleiros ligados à regional de Campinas do Sindicato Unificado dos Petroleiros do Estado de São Paulo (Sindipetro) aprovaram indicativo de greve por tempo indeterminado.

O movimento proposto pela Federação Única dos Petroleiros (FUP) tem início marcado a partir da zero hora deste sábado (1º), e é contra as demissões na Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados do Paraná (Fafen) e o descumprimento de acordo coletivo de trabalho.

A mobilização envolve, além da regional de Campinas, sindicatos da categoria localizados em 13 estados. Os petroleiros informaram que irão garantir o abastecimento da população durante todo o período grevista. As informações são do portal Paulínia 24 horas notícias.

© 2020 Jornal de Paulínia