Contra privatização, paralisações atingem Replan e mais 12 refinarias do País

29.11.2019

Funcionários da Replan realizaram na manhã de quarta-feira (27) uma passeata e panfletagem pelo Centro de Paulínia

 

 

 

As paralisações de petroleiros atingiram 13 refinarias do País, dentre as quais a Refinaria de Paulínia (Replan). A paralisação, com prazo até a sexta-feira (29), foi marcada pelo corte na rendição do turno da manhã e atraso na entrada dos funcionários que atuam no setor administrativo. Na prática, isso significa que não houve a troca de turno que ocorreria às 7h30 na segunda-feira (25).

O grupo de trabalhadores que entrou na Replan às 23h30 de domingo não foi rendido pelo grupo seguinte, às 7h30, e por isso, continuou na empresa até as 15h30. A refinaria trabalha com três turnos: às 7h30, às 15h30 e às 23h30. Esse mesmo procedimento foi adotado pelos trabalhadores na Recap, em Mauá, segundo informou ontem o Sindicato dos Petroleiros.

A direção do Sindicato realizou atos em frente das refinarias. Em Paulínia, parte do setor de administração marcou presença na mobilização, com adesão em massa do pessoal do turno.

“Essa greve tem caráter de advertência. A ideia é alertar a sociedade para o que está acontecendo com o valor dos combustíveis, que hoje está vinculado ao preço do dólar e do barril de petróleo do mercado mundial. Quem define o preço hoje não é mais o Brasil e sim as petrolíferas internacionais. Nossa greve é para defender também o patrimônio da sociedade e a Petrobras”, afirmou o diretor do Sindicato e da Federação Única dos Petroleiros (FUP), Arthur Bob Ragusa ao Correio Popular.

Os filiados da FUP que aderiram à paralisação estão nos estados do Amazonas, Rio Grande do Norte, Ceará, Pernambuco, Bahia, Espirito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Apesar da paralisação, o abastecimento não estaria sendo ainda prejudicado. Segundo Rangel, não há impacto na produção, porque o processo de atraso nas operações das unidades é feito gradualmente por causa da temperatura e da segurança dos equipamentos.

O coordenador disse que não é possível avaliar quantos trabalhadores aderiram à paralisação. Rangel acrescentou que não há perspectiva de ter algum encontro da FUP com a diretoria da Petrobras para uma possível negociação. A Federação Nacional dos Petroleiros (FNP) não participa da paralisação.

A Petrobras informou que ainda não concluiu uma análise sobre os efeitos da paralisação. “A Companhia está avaliando os possíveis impactos do movimento”, informou. (com Agência Brasil)

 

Manifestação em Paulínia

Vestidos com seus jalecos da Petrobras, petroleiros da ativa e aposentados do Sindipetro Unificado-SP, junto com apoiadores, realizaram na manhã de quarta-feira (27) uma passeata e panfletagem pelo Centro de Paulínia, para “alertar a população sobre as consequências malignas que a privatização das refinarias da Petrobras trará ao Brasil”.
A categoria está em greve parcial desde segunda-feira, mas sem afetar a produção. Na quarta (27) a categoria decidiria em assembleia pela continuidade ou suspensão do movimento (uma “greve com data para terminar”), que estava previsto para ser encerrado, inicialmente, apenas na sexta-feira (29). A greve exigia o cumprimento do Acordo Coletivo de Trabalho mediado pelo TST (Tribunal Superior do trabalho).
De manhã, o grupo, com cerca de 100 pessoas, se concentrou na Praça da Amizade, ao lado do Corpo de Bombeiros. Com faixas defendendo o pré-sal e a Educação e contra a privatização e o alto preço da gasolina, do diesel e do gás de cozinha, os participantes seguiram em caminhada pela Avenida José Paulino até a Rua Expedicionário Paulo Emidio Pereira, retornando à praça central.
Durante o percurso, o grupo distribuiu panfletos aos trabalhadores do comércio e às pessoas que transitavam pelo local, enquanto o diretor do Sindicato, Gustavo Marsaioli dava o recado em alto som. “Defendemos continuar sendo donos das nossas refinarias. Não podemos permitir que elas sejam vendidas a empresas estrangeiras e não podemos acreditar nessa falsa notícia de que a privatização vai baixar os preços. Não vai, isso é mentira”, argumentou.

“A política de preços praticada pela Petrobras precisa ser revista, porque a empresa tem plenas condições de baixar os valores dos combustíveis, garantindo um preço mais acessível ao povo brasileiro”, afirmou.
Marsaioli convocou a sociedade para estar ao lado dos petroleiros nessa importante luta contra a privatização. “A Replan e a Petrobras devem continuar nas mãos do povo brasileiro, porque isso é o melhor para esta cidade e para o país”, declarou. O ato de conscientização no Centro de Paulínia foi encerrado com o grito de guerra “Defender a Petrobras é defender o Brasil”.

Fontes Correio Popular/Tribuna Liberal

Compartilhar no Facebook
Gostei
Please reload

6 Dec 2019

A Dra. Vivian Motta Biondi, FISIO DERMATO FUNCIONAL, com várias especializações, inclusive na EUROPA, está apaixonada por seus protocolos novos, que utilizam varias tecnologias em um mesmo tratamento.

Muito mais eficaz, o queridinho da vez é a tecnologia hibrida, que possui as tecnologias de ultracavitação, radiofrequência e lipoled, e já são tratamentos consagrados.

E o melhor de tudo, podemos tratar em uma mesma sessão:  

- celulite

- flacidez

- fibrose

- gordura localizada

Quando juntamos as três te...

6 Dec 2019

Passagens continuam a R$ 1 e os ônibus contarão com ar-condicionado e idade máxima de 8 anos

O Grupo Passaredo deixará de operar o sistema de transporte coletivo urbano e rural de passageiros em Paulínia. A Terra Auto Viação Transportes Ltda será a concessionária responsável por esse serviço público na cidade, segundo o Sindicato dos Rodoviários de Campinas e Região. A Prefeitura informou que cuida dos últimos detalhes da contratação.

Porém, mesmo com o fim de seu contrato emergencial com o municí...

6 Dec 2019

Fiscalização pontuou agilidade para idosos e pessoas com necessidades especiais, além de médicos presentes em todas as especialidades 

A IX Fiscalização Ordenada do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE-SP) atingiu 299 unidades públicas de saúde (UPASs, UBSs e Hospitais) de 229 municípios paulistas, no último dia 26 de outubro.  De acordo com o TCE, a fiscalização “in loco” avaliou os seguintes pontos: qualidade do atendimento; satisfação do usuário, por meio de entrevistas; controle de...

6 Dec 2019

Parcela mínima será de R$ 50,00 para pessoas físicas e de R$ 150,00 para jurídicas

Já está tramitando na Câmara de Vereadores de Paulínia uma proposta de lei (PLC 10/2019) que parcela em até cem vezes taxas e impostos municipais como ISSQN, IPTU, entre outros, vencidos e não pagos até 31 de dezembro de 2018.  Segundo a Secretaria Municipal dos Negócios da Receita, no último dia do ano passado a dívida dos contribuintes, entre pessoas físicas e jurídicas, com o município fechou em  R$ 16...

6 Dec 2019

Os maiores destaques estão na redução de 42% dos roubos de todas as modalidades

A Guarda Municipal (GM) de Paulínia realizou um balanço das atividades no mês de novembro, considerando ações de prevenção, produtividade policial e índices criminais.

Os maiores destaques estão na redução dos roubos de todas as modalidades em 42% e redução dos furtos de todas as modalidades em 20%, comparado a novembro de 2018.

Os empenhos em ocorrências de toda natureza somam 2.650 atendimentos, destacando nas ações d...

6 Dec 2019

A economia estimada com o fim do pagamento desses benefícios é de R$ 4,3 bilhões por ano

Uma apuração de benefícios pagos pelo Instituo Nacional de Seguridade Social (INSS) verificou indícios de fraude e irregularidades em 261 mil aposentadorias e pensões. A economia estimada com o fim do pagamento desses benefícios é de R$ 336 milhões por mês ou R$ 4,3 bilhões por ano.

Segundo nota do INSS, “os motivos de pagamento irregulares mais comuns decorrem de recebimento indevido de benefício assistencial...

6 Dec 2019

Em dois anos de projeto o Jequitibá Rugby levou o esporte gratuitamente para mais de 2.400 crianças e adolescentes 

O projeto Escola de Rugby realizado pelo Jequitibá, time amador de Paulínia, começou em 2018 em parceria com a Secretaria de Esporte e Educação de Paulínia, para fomentar o esporte nas escolas municipais e formar as categorias de base do time principal. Desde então o projeto social promove a inclusão e cidadania através dos valores do rugby: respeito, integridade, solidariedade, pai...

6 Dec 2019

Visando qualificação profissional, as aulas são ofertadas na modalidade de Ensino à Distância (EAD) em áreas de gestão e tecnologia de informação

O Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, oferece 23 mil vagas em cursos gratuitos de qualificação profissional do programa Via Rápida Virtual. As inscrições já estão abertas e podem ser realizadas até o dia 9 de dezembro através do site www.viarapida.sp.gov.br.

No Via Rápida Virtual, todas as aulas são r...

6 Dec 2019

A finalização da obra está prevista para o primeiro semestre de 2021

A CPFL Paulista vai construir uma nova subestação em Paulínia para atender melhor aos clientes da cidade e também da vizinha Cosmópolis. Com isso, o fornecimento de energia elétrica se tornará mais robusto, seguro e confiável, num reforço que irá contemplar cerca de 10 mil consumidores.

Segundo a CPFL, para instalar a infraestrutura, a empresa investirá R$ 24 milhões entre a construção da SE Paulínia 3 e a expansão da malha de di...

6 Dec 2019

O motorista afirmou ter comprado o carro por R$ 1.300,00 de um ‘rolista’

(Ilustrativa): A Polícia Militar fazia patrulhamento de rotina pelo Cecap, quando perceberam o nervosismo do motorista.

Um ajudante de 23 anos foi preso em flagrante no final da tarde de segunda-feira (2) por receptação a um Ford Escort que havia sido furtado. Outro homem de 30 anos, que estava no passageiro, também é investigado no caso.

A Polícia Militar fazia patrulhamento de rotina pelo Cecap, quando perceberam o nervosism...

Please reload

© 2018 Jornal de Paulínia