Governo interino gastará cerca de R$ 2 milhões em eventos

Cinco empresas dividirão o “bolo orçamentário” das festas



Segundo informações do portal Paulínia 24 horas notícias, a Prefeitura de Paulínia prevê gastar cerca de R$ 2 milhões do dinheiro dos cofres públicos com a locação de estrutura, sonorização e demais itens para realização de eventos no segundo semestre na cidade. Cinco empresas dividirão o “bolo orçamentário” das festas e fornecerão 38 itens, como tendas, palcos, trio elétrico, apresentações musicais e DJ.

O Pregão Eletrônico nº 59/2019 refere-se ao registro de preços já foi homologado pela Prefeitura. As empresas que apresentaram os menores preços foram Cláudio Ribeiro – Eventos, Barnabé Produções e Promoções de Eventos, F. A. Portugal Produções, Flávio Jardim, Produções e Eventos e Thiago Alves de Moraes. O valor global dos 38 itens licitados ficou em R$ 1.917.213,99.

As contratações serão feitas pela Secretária Municipal de Turismo e Eventos. A assessoria do prefeito interino Loira (DC) informou ao portal de notícias na última sexta-feira (5) que essa verba é para custear a realização do programa “Domingo Alegria”, que percorre os bairros de Paulínia, levando música e entretenimento a diversas regiões da cidade, além de outros eventos da Secretaria de Turismo que ainda nem foram revelados pelo governo provisório do prefeito interino, Antonio Miguel Ferrari (DC), o Loira.

Já na manhã desta quarta-feira (10), a Prefeitura informou que o referido pregão não está restrito a eventos a serem realizados só no segundo semestre deste ano, mas sim pelo prazo de um ano a contar de sua homologação. Também contemplaria “a contratação de serviços e locação de equipamentos a todos os eventos previstos a serem realizados por todas as secretarias municipais e não apenas à Secretaria de Turismo e Eventos”, destacou em nota.

Um dos itens mais caros esta a locação de tenda piramidal ou tipo “chapéu de bruxa” medindo 5 metros x 5 metros – serão 30 diárias por R$ 7.980,00 cada, totalizando R$ 239.400,00; carro de som para divulgação de eventos, no valor global de R$ 135.710,00; e apresentação musical com no mínimo oito componentes a um custo total aos cofres públicos de R$ 123.598,00.

Segundo a Prefeitura, os cerca de R$ 2 milhões licitados não bancam os eventos já realizados no primeiro semestre e que ainda não tiveram seus custos revelados pelo governo provisório, como a festa do trabalhador; a primeira edição do “Domingo Alegria”; a festa junina itinerante; o projeto “Férias no Parque”, por ser promovido pela Secretaria Municipal de Esportes; e o “Paulínia Rodeo Festival 2019”, que seria um evento da iniciativa privada.