Frio esperado no fim de semana será o mais gelado desde 2016

A temperatura mínima é marcada durante as manhãs e as máximas, à tarde



De acordo com levantamento feito pelo Cepagri (Centro de Pesquisas Meteorológicas e Climáticas Aplicadas à Agricultura) da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), a massa de ar frio esperada nesta semanano Estado de São Paulo deve ser a mais gelada em três anos. A expectativa é que a temperatura mínima chegue a 6° C, em áreas mais altas do Estado. Em Campinas e região, deve chegar a 7° C ou 8° C. A temperatura deve cair em torno de 10° C, segundo a previsão. O mesmo não ocorre desde 2016, quando ocorreu uma massa polar semelhante. “A temperatura baixará bastante, com previsão de frio intenso no sábado e domingo", analisou a professora e pesquisadora do Cepagri, Ana Ávila. Ela afirmou ainda que a temperatura máxima durante o dia deve ser em torno de 15° a 16° C. A temperatura mínima é marcada durante as manhãs e as máximas, à tarde. "Ano passado e retrasado não tivemos essa massa fria tão intensa. E isso só tinha acontecido no comecinho de junho de 2016. Na época, temperatura mínima de 14° C para 5° C", lembrou. Junho quente O Cepagri também levantou que o mês de junho teve temperaturas elevadas, mas não foi mais quente que o mesmo mês do ano passado. A temperatura média foi de 26,2° C. Já em 2018, os termômetros marcaram 26,4°C. Já a temperatura média máxima neste ano foi 1,4° C mais alta que a média histórica. Também choveu pouco: foram 10,2 milímetros, contra 44,6 milímetros no mesmo período do ano passado. O Cepagri fica no campus da Unicamp, em Barão Geraldo, e tem dados meteorológicos tabulados desde 1988. As informações são do portal A Cidade On.


© 2020 Jornal de Paulínia