Disputa da enquete da semana do JP foi entre Capitão Cambuí e Custódio Campos


Esta é a quinta enquete do Jornal sobre possíveis disputas para a eleição suplementar



O Jornal de Paulínia lançou nesta semana a quinta enquete sobre possíveis disputas para a eleição suplementar. A enquete foi entre o ex-vereador, Custódio Campos de Oliveira e o ex-comandante da 4ªCIA da Polícia Militar de Paulínia, Rafael Cambuí.

Os dois nomes também foram cogitados para a breve eleição suplementar, que elegerá o novo prefeito do município e deverá ocorrer ainda este ano.

A primeira enquete foi entre Nany Moura e Tuta Bosco. A enquete contou com um total de 731 votos. Nany Moura obteve 71% dos votos, contra 29% de Tuta Bosco.

A segunda enquete do JP, foi entre o vereador Du Cazellato e o Coronel da reserva, Ronaldo Pontes Furtado (Coronel Furtado). Com um total de 342 votos, Du Cazellato obteve 65% dos votos, contra 35% do Coronel Furtado.

A terceira enquete, foi entre o Sargento Camargo da Polícia Militar e o atual prefeito interino Antonio Miguel Ferrari, o Loira. Sargento Camargo obteve 81% dos votos, enquanto o prefeito interino Loira teve 19%.

Na última semana, os dois nomes apontados foram, o ex prefeito de Paulínia, José Pavan Junior e o ex vice-prefeito, Francisco Bonavita. Bonativa teve um percentual de 69% dos votos, e Pavan Jr. 31%.

Aos leitores e seguidores da página no Facebook do JP nesta semana foi feita a seguinte pergunta: se a eleição suplementar em Paulínia fosse hoje, qual desses nomes você votaria, o Capitão Cambuí ou Custódio Campos.

No total, mais de 4 mil pessoas foram alcançadas com a enquete, 171 pessoas deram seu voto e a pesquisa obteve mais de 60 comentários.

A enquete iniciou no fim da tarde de terça-feira (25) e término às 18h da quinta-feira (27). Capitão Cambuí teve 74% dos votos e, Custódio Campos 26%.

Rafael Cambuí, o Capitão Cambuí, como é conhecido, foi comandante da 4ªCIA da Polícia Militar de Paulínia entre os anos de 2014 e 2018. Custódio Campos de Oliveira foi vereador de Paulínia por dois mandatos pelo Partido dos Trabalhadores, de 2009 a 2016.

O objetivo das enquetes é ajudar os eleitores paulinenses a analisarem cenários de possíveis disputas entre os nomes cogitados.

A Justiça Eleitoral em breve deverá marcar a data da eleição suplementar que elegerá o novo prefeito de Paulínia. Com isso, muitos nomes foram cogitados para a disputa do cargo de Prefeito do município.

Acompanhe as futuras enquetes sobre a eleição suplementar em Paulínia na nossa página no Facebook (www.facebook.com/JPjornaldepaulinia) vote e dê a sua opinião.

© 2020 Jornal de Paulínia