Lei de autoria de Cazellato devolve ao funcionalismo o comando do Pauliprev

Após 18 anos, primeiro servidor público é eleito diretor-presidente do Instituto

(PMP): Du Cazellato (PSDB) em reunião com os conselheiros do Instituto de Previdência dos Funcionários Públicos de Paulínia (Pauliprev) em 2018.


Dezoito anos após ser criado pela Lei Complementar 18/01, o Instituto de Previdência dos Funcionários Públicos de Paulínia (Pauliprev) terá, pela primeira vez, sua estrutura técnico-administrativa ocupada por servidores de carreira, eleitos pela própria categoria. A votação ocorreu das 9h às 21h da última segunda-feira (15). Entre ativos e aposentados, as inéditas eleições do Pauliprev atraíram 1.722 dos 5.300 servidores estatutários da Prefeitura Municipal. Há 28 anos no serviço público da cidade, Marcos André Breda é o primeiro diretor-presidente do Pauliprev eleito pelo servidor público municipal, com 1.241 votos. Ex-conselheiro administrativo do instituto, ele já ocupa o cargo desde fevereiro. Agora, vai cumprir um mandato de três anos, independentemente de eventual alteração na Chefia do Poder Executivo da cidade, podendo disputar a reeleição em 2022. Pela Lei Complementar 69/2018, de autoria de Du Cazellato (PSDB), o maior cargo do Pauliprev deveria ser escolhido pelo prefeito municipal, entre três servidores eleitos pela categoria. Entretanto, Breda foi o único candidato à vaga.

Sobre Breda

Formado em administração com ênfase em economia, técnico em contabilidade e diversos cursos de extensão na Universidade do Sebrae, Breda promete, entre outras coisas, uma gestão transparente e eficiente, em conjunto com os Conselhos Administrativo e Fiscal; aprimorar a relação do Pauliprev com órgãos fiscalizadores, como Tribunal de Contas do Estado (TCE) e o Ministério Público (MP); recuperar investimentos do instituto em fundos estressados, popularmente chamados de “podres”; e, negociar a dívida patronal da Prefeitura com a previdência municipal. Entre os anos de 2014 e 2015, a Prefeitura deixou de fazer vários repasses ao Pauliprev e, hoje, a dívida está estimada em mais de R$ 60 milhões.


Eleitos A categoria municipal elegeu, também, os membros titulares dos Conselhos Administrativo e Fiscal do Pauliprev. Dos 17 candidatos às cinco vagas titulares do Conselho Administrativo os mais votados foram: 1º Sandra Ariadne Casassa, 351 votos; 2º Nara Martins Moretti, 220 votos; 3º Idu Albino Ribeiro, 212 votos, esses representando os servidores ativos. Já os aposentados elegeram Antonia Sirlene Lima, 579 votos, Agrair de Jesus Fantinati, 509 votos. Para o Conselho Fiscal foram eleitos: 1º Ligian Regina Kalvon, 596 votos; 2º Nívia Carla da Fonseca, 401 votos,pelos servidores ativos, e, Aliete Ramos Teodoro Bueno, 818 votos, pelos aposentados. A apuração dos votos foi encerrada no início da madrugada. Os mandatos para os dois Conselhos também são de 3 (três) anos, com direito à reeleição. Já os presidentes dos dois Conselhos serão escolhidos pelos respectivos membros eleitos.


Posse

Segundo apurou o portal Correio Paulinense, a posse dos eleitos para o Pauliprev deverá ocorrer na próxima semana, caso não haja recursos contra o resultado das eleições previdenciárias. Agora, com o controle da própria previdência nas mãos, a categoria pública municipal acredita que a gestão dos recursos será transparente, responsável e benéfica para todos. “A esperança de dias melhores pautados na boa conduta, responsabilidade, competência e sem nenhum conflito de interesses”, postou Ligian Kalvon, nas redes sociais.


Du Cazellato celebra processo eleitoral da PauliPrev

O vereador Du Cazellato (PSDB) enalteceu a importância da realização o processo eleitoral da PauliPrev como continuidade do seu compromisso com os servidores municipais.

Cazellato foi o autor da Lei Municipal Complementar 69 de 27 de dezembro de 2018, que “devolveu” ao funcionalismo o comando do instituto. Este foi um de seus primeiros atos enquanto esteve no comando da Administração Municipal. Ao entender do vereador, não cabia mais ao Executivo determinar quem iria conduzir a PauliPrev.

Quando anunciou a criação do projeto, servidores que estavam presentes ficaram emocionados, pois foi a primeira vez que um prefeito permitiu que os funcionários conduzissem o instituto.

Nesta semana Cazellato voltou a parabenizar os funcionários que se candidataram e todos os eleitos. “Com certeza a missão é grande, mas assim como sempre serviram a população com eficiência, também farão um grande trabalho conduzindo a PauliPrev com segurança”.

O vereador ainda se colocou mais uma vez a disposição dos servidores e reforçou seu compromisso de sempre lutar pelo melhor para o funcionalismo público.


Fonte Correio Paulinense