Em meio à crise política, população reivindica melhorias ao invés de rodeio

Segurança, educação, serviços públicos, saúde e a falta de medicamentes são principais cobranças


Na noite da última terça-feira (2), a assessoria de comunicação da Prefeitura de Paulínia, divulgou na página oficial do Facebook a programação do Paulínia Rodeo Festival 2019.

A publicação teve mais de 400 compartilhamentos e 1000 comentários, a maioria negativos, de paulinenses revoltados com a notícia.

Embora a Prefeitura tenha alegado que o evento não terá gastos aos cofres públicos, muitos reivindicam melhorias em diversos setores da administração pública.

Os paulinenses pedem melhorias na segurança, educação, serviços públicos, saúde e principalmente na falta de medicamentes na rede pública.

“Vai investir na saúde, na segurança, nossa cidade tá jogada abandonada e ainda vocês estão pensando em rodeio”, dizia o comentário de uma moradora de Paulínia.

Mesmo com a instabilidade política administrativa que Paulínia vem enfrentando, grandes nomes como Maiara e Maraísa, Zezé de Camargo e Luciano, Matheus e Kauan e os cantores Luan Santana e MC Kevinho foram confirmados pela assessoria do prefeito Loira.

O grande evento será realizado no Parque Brasil 500 no mês de julho, nos dias 11, 12, 13 e 14. De acordo com a assessoria, a Prefeitura de Paulínia cedeu o uso do solo e não há investimento público no evento.

Como contrapartida, os organizadores vão doar cestas básicas e no último dia de festa, no domingo, a entrada será um quilo de alimento. Tudo que for arrecadado na portaria também será doado para entidades assistenciais do município.

De acordo com o organizador do rodeio, o empresário Marcelo Tomatero, um dos objetivos da festa é propiciar entretenimento de qualidade para a comunidade. “Paulínia já teve muita tradição em eventos com música sertaneja. Estamos trabalhando para que a cidade volte a gerar empregos e movimentar o comércio local nos dias da festa”, afirmou o empresário. O rodeio será realizado no mesmo local de 2017, à esquerda do Sambódromo. Haverá montarias de touros, provas dos três tambores, praça de alimentação, bailes todas as noites, estacionamento, espaço vip e camarotes e espaço para barracas.

Após toda a repercussão negativa, a Prefeitura emitiu a seguinte nota:

“A Prefeitura de Paulínia informa que, no rodeio previsto para ocorrer nos dias 11, 12, 13 e 14 de julho deste ano, não será gasto um centavo de dinheiro público. A municipalidade apenas cedeu o uso do solo, do terreno. Os shows, estrutura, estacionamento e demais atrações são de total responsabilidade dos organizadores da festa. Importante ressaltar que entidades assistenciais vão receber cestas básicas, ambulantes terão a oportunidade de montarem barracas, o movimento na rede hoteleira vai aumentar e o comércio local será beneficiado, com o aumento de pessoas circulando pela cidade. Além disso, haverá um show, no domingo, em que a entrada será um quilo de alimento, que será revertido para entidades assistenciais do município. Com o rodeio, a prefeitura está incentivando o comércio local, lazer e uma festa que é tradição em nossa região, com música sertaneja. E, mais uma vez, tudo isso, sem gastar um centavo de dinheiro público”.


Atrações

11 de julho: Maiara e Maraísa 12 de julho: Zéze de Camargo e Luciano e Luan Santana 13 de julho: Matheus e Kauan e MC Kevinho 14 de julho: show surpresa

© 2020 Jornal de Paulínia