Mulher morre após ex-companheiro atear fogo em seu corpo

O suspeito também teve queimaduras em 82% do corpo, mas segue internado em estado gravíssimo

(Luciano Claudino): Autor do feminicídio entrou no estabelecimento da vítima e ateou fogo na ex-companheira e em si próprio.

Morreu na noite de quarta-feira (27) no Hospital de Clínicas da Unicamp a comerciante Nice Vieira, de 53 anos, que teve o corpo queimado pelo ex-companheiro na tarde de quarta no Parque Vista Alegre, em Campinas.

Segundo informações da Polícia Militar, ele ateou fogo na vítima com uso de combustível. O autor do feminicídio também teve queimaduras em 82% do corpo, mas segue internado em estado gravíssimo. De acordo com a Polícia Militar, o agressor não aceitava o fim do relacionamento.

Segundo a corporação, o suspeito entrou no local por volta das 14h40, fechou a porta, jogou combustível na mulher e em si mesmo e ateou fogo.

O caso foi registrado na 2ª Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) como feminicídio - crime de ódio-qualificado por fogo com meio cruel consumado.

O crime

Uma funcionária da loja de propriedade da vítima relatou aos policiais militares estar em horário de almoço, quando ouviu uma discussão na parte da frente do estabelecimento.

Ela foi até a loja pensando em se tratar de um assalto, mas ao chegar encontrou o ex- companheiro da vítima jogando combustível na mesma.

Para ajudá-la, a funcionária disse aos policiais ter entrando em confronto com o agressor, mas foi retirada do interior do imóvel pelo autor do crime.

Uma vizinha disse à EPTV, afiliada da TV Globo, ter visto fogo saindo por debaixo da porta da loja na hora do crime.

A vítima foi socorrida pelo helicóptero Águia da Polícia Militar para o HC, aonde chegou a ser internada em estado gravíssimo. O agressor foi para o Hospital PUC-Campinas, mas depois foi transferido para o Hospital Irmãos Penteado.

Fonte G1