Kiko Meschiatti deixa Centro de Ressocialização após quase sete meses detido

Ex-vereador concedeu entrevista exclusiva ao Jornal de Paulínia e contou um pouco da experiência vivida neste período

Kiko Meschiatti, vereador com maior número de votos em Paulínia nas eleições de 2016, deixou o Centro de Ressocialização de Limeira após quase sete meses detido.

A progressão para o regime aberto foi concedida ao ex-vereador por excelente comportamento, trabalho e estudo desenvolvidos na unidade, onde ele estava desde julho do ano passado.

Em entrevista exclusiva ao Jornal de Paulínia, Kiko Meschiatti contou a experiência durante este tempo no Centro de Ressocialização.

Meschiatti disse que a maior dificuldade enfrentada neste tempo foi a distância da família.

“A distância da minha família, em especial minha esposa e filhos, foi a minha maior dificuldade, pois dependiam financeiramente de mim para o sustento deles. Mas isso também me manteve muito forte lá”, disse.

Quanto ao cargo de vereador, Kiko disse que vai recorrer a esta decisão irregular tomada sem direito de defesa e que irá retomar sua vida empresarial e política no município.

“Continuarei lutando por Paulínia, cidade onde eu nasci, cresci e vou defender até meus últimos dias. Porque eu amo essa cidade e vou dar continuidade a esse trabalho que comecei”, afirmou Meshiatti.

Sobre a instabilidade política que Paulínia vêm enfrentando, o ex-vereador se diz triste com a situação.

“O caos está instalado por ninguém nunca ter denunciado as antigas irregularidades da nossa cidade e quem perde com isso é somente a população paulinense, onde todos os serviços estão abandonados prejudicando sempre os mais necessitados. Uma cidade com uma arrecadação como a nossa é inadmissível a falta de tudo”, complementou.

Kiko encerrou a entrevista agradecendo toda a população paulinense que sempre acreditou e confiou em seu trabalho.

“Aos meus amigos paulinenses, e aqueles que acreditaram e ainda acreditam em meu trabalho e transparência, sempre fiz e farei o meu melhor. Agradeço a todos pelas mensagens de carinho e apoio que tiveram com meus familiares e comigo nesse período. E aos que me desejaram o mal, eu também agradeço de coração pois me tornei ainda mais forte. Um abraço a todos, fiquem com Deus e um beijo no Coração”, finalizou.

© 2020 Jornal de Paulínia