Heringer entra com pedido de recuperação judicial em caráter de urgência

Na unidade matriz em Paulínia, 80 foram demitidos

(Sindicato Regional Campinas do Unificados): A Regional Campinas do Unificados realizou na quarta-feira (6) um protesto na porta da fábrica da unidade de Paulínia.

A Fertilizantes Heringer entrou com pedido de recuperação judicial em caráter de urgência em Paulínia, central administrativa. A decisão foi comunicada por meio de nota oficial na segunda-feira (4). As unidades de Uberaba, Rondonópolis (MT), Dourados (MS), Três Corações (MG), Rio Verde (GO), Porto Alegre (RS), Rio Grande (RS), Paranaguá (PR) e Rosário do Catete (SE) foram fechadas. A Heringer soma 23 unidades por todo o Brasil. Na unidade matriz em Paulínia, 80 foram demitidos. A Regional Campinas do Unificados realizou na quarta-feira (6) um protesto na porta da fábrica da unidade de Paulínia, no bairro Betel, contra as 80 demissões realizadas na última semana, sem qualquer comunicação prévia ao sindicato.

De acordo com o sindicato, os trabalhadores estão com salários e tíquete alimentação atrasados desde o dia 30 de janeiro. Além disso, os demitidos não receberam suas verbas rescisórias. O Unificados pediu uma reunião com representante da empresa para cobrar esclarecimentos.

A unidade de produção da Heringer em Paulínia é a maior das outras 22 existentes no País, com quatro misturadores e capacidade de produção ajustada à sazonalidade de 480 mil toneladas por ano e, agora, com cerca de 900 funcionários.

Em todo o Brasil, a Heringer tem capacidade para produzir cerca de 6,2 milhões de toneladas de fertilizantes por ano. Seus produtos são utilizados em culturas de soja, milho, algodão, café e cana-de-açúcar, entre outras.

“A administração da companhia julgou que a apresentação do pedido de recuperação judicial seria a medida adequada, no momento, para proteger a companhia de forma a possibilitar a continuidade de suas atividades, e preservar o valor da companhia, sua função social e o estímulo à atividade econômica”, informou a Heringer no comunicado ao mercado financeiro.


Fontes: Paulínia 24 Horas Notícias/ Notícias de Paulínia

© 2020 Jornal de Paulínia