Condutor embriagado trafega pela contramão e envolve mais dois veículos em acidente

O condutor alegou que realmente havia consumido bebidas alcoólicas e recusou realizar o teste do bafômetro

(Ilustrativa): O acidente ocorreu na Rodovia Zeferino Vaz na altura do km 133 em Paulínia.

Na noite da última terça-feira (5), um acidente envolvendo 3 veículos ocorreu na Rodovia Zeferino Vaz na altura do km 133 em Paulínia. Não houve feridos.

Foram envolvidos um Peugeot 206, um Chevrolet Cruze e um Renault Megane GT no acidente.

Segundo informações do b.o, os Policiais Militares Rodoviários foram acionados para atender um ocorrência de acidente de trânsito por volta das 21h. Chegando no local, os policiais entrevistaram as partes envolvidas constatando que o causador do acidente foi o condutor do Peugeot 206. Os condutores dos outros veículos relataram que o veículo Peugeot trafegava pela rodovia na contramão, quando acabou colidindo frontalmente contra o Chevrolet Cruze, e que uma das rodas do Peugeot se soltou, atingindo o Renault Megane GT que passou por cima da mesma.

Os policiais puderam constatar que o causador do acidente apresentava sinais claros de embriaguez. O condutor alegou que realmente havia consumido bebidas alcoólicas e, convidado a realizar o teste do etilômetro (bafômetro) não aceitou.

As autoridades realizaram os processos administrativos e conduziram o condutor para a Delegacia de Polícia de Paulínia, assim como seu veículo, que ficou sem condições de rodagem e foi guinchado. Os outros veículos foram liberados no local.

O Peugeot foi recolhido ao pátio para ser periciado, já o indiciado foi conduzido ao IML de Campinas para ser submetido a exames de verificação de embriaguez. Lá foi examinado pelo médico legista que, através do laudo pericial, atestou que o mesmo encontrava-se embriagado. Após a confirmação, a Polícia determinou auto de prisão em flagrante delito. Foi arbitrada fiança no valor de R$ 2mil reais, que não foi apresentado pelo indiciado. Ele foi encaminhado a cadeia anexa ao 2DP-Campinas e ficará a disposição da justiça pública.

© 2020 Jornal de Paulínia