Voluntários de Paulínia fazem grande arrecadação para vítimas da tragédia de Brumadinho (MG)

Foram arrecadados alimentos, água mineral, material de higiene pessoal e diversas peças de roupas

Um grupo de voluntários de Paulínia tomaram a iniciativa de ajudar as vítimas da tragédia de Brumadinho (MG) que ocorreu na última sexta-feira (25).

A iniciativa surgiu do paulinense Bruno Bispo, que ao ver o tamanho da tragédia, pensou em uma forma de ajudar todas aquelas famílias.

Segundo Bispo, a expectativa era que fossem arrecadados 200 quilos em doações. Eles pediam à população doações de garrafas de água mineral, arroz, feijão, macarrão, sal, café, açúcar, leite em pó e produtos de higiene pessoal.

"Nós acreditávamos que não conseguiríamos alcançar essa quantidade e se conseguíssemos, não passaria muito do esperado", disse Bruno Bispo.

A expectativa dos voluntários foi superada, sendo arrecadados mais de 500 quilos em alimentos, 600 litros de água mineral, material de higiene pessoal e muitas roupas, ao todo mais de 100 quilos de peças.

"Iniciamos a coleta no domingo de manhã e terminamos à noite. Superou tanto nossas expectativas que as arrecadações não couberam no nosso 'caminhãozinho'", afirmou Bispo.

Toda a coleta recebida dos paulinenses foi encaminhada para o Batalhão de Ações Especiais de Polícia de Campinas (BAEP), que serão os responsáveis de levar até sexta-feira (1º) para as vítimas de Brumadinho.

"Optamos por levar para o BAEP Campinas por motivos de logística. O caminhão deles é maior e inteiramente gratuito", explicou Bruno.

"Nossa campanha tivemos o apoio primeiramente de Deus , a população em geral que doou , entrou na causa mesmo! Também a Polícia Militar que cedeu o espaço da Delegacia para deixarmos os alimentos caso superado a expectativas, aos amigos que apareceram na hora da chuva e que se disponibilizaram a levar todo alimento arrecadado para a delegacia para que não molhasse, a todos que de alguma forma contribuíram com essa campanha, seja com alimento com orações, com qualquer coisa, o importante é mandar energias positivas pro pessoal", acrescentou o voluntário.

De acordo com Bruno, a divulgação da campanha foi essencial com a ajuda do Sargento Camargo, Jornal de Paulínia e alguns grupos que foram compartilhando a Campanha.

"A PM nos liberou para fazer a campanha e nos permitiu ficarmos na causa, por isso foi feita no domingo, levou um tempo pra essa autorização sair, queríamos fazer no sábado porém faltava essa 'autorização'", finalizou.

As coletas em Paulínia cessaram, os interessados em ajudar as vítimas de Brumadinho, podem ir até a sede do BAEP Campinas na rua Ipiranga, nº 60, até às 16 horas desta sexta-feira.

Até o momento do fechamento desta edição, 99 corpos foram localizados em Brumadinho, sendo 57 identificados e 259 desaparecidos.

(Cedida): A expectativa das doações dos paulinenses foi superada, segundo voluntário.