"Zoológico de Paulínia" será transformado em Parque Natural

Mudanças irão permitir a reabertura do local à visitação fechado desde 2014

Paulínia prepara um projeto para transformar o Parque Ecológico Armando Müller, fechado ao público desde 2014, em um Parque Natural. As mudanças, segundo a Prefeitura, irão permitir a reabertura do local à visitação, aumentar as ações de educação ambiental, a compra de novos equipamentos, reforma e manutenção dos recintos e facilitar a captação de recursos junto à iniciativa privada. Ainda estão previstas as construções de borboletário e anfiteatro.

A veterinária Wanessa Batista e a bióloga Jeanette Miachir, ambas do Parque Ecológico, são responsáveis pela proposta do Parque Natural. Porém não há data para início das obras ou da reabertura à visitação pública nem os custos foram revelados.

O trabalho de transformação do Parque Ecológico em Natural será realizado pela Sedemma com apoio das secretariais municipais de Obras e Serviços Públicos, Finanças e Negócios Jurídicos. "Tudo é feito com acompanhamento dos órgãos competentes, incluindo Ibama, Ministério Público e Secretaria do Meio Ambiente do Estado", garantiu o secretário da Sedemma, Jorge Israel. "O foco é reabrir o local para que crianças, jovens e adultos visitem o novo parque."

Agora, a Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos, com o projeto em mãos, realizará levantamento topográfico, mapeamento das nascentes e córregos e atualização da planta baixa do local. O prazo para isso ficar pronto não foi informado. Só depois começará a licitação para contratação de empresa para as obras. A Prefeitura não revelou detalhes de como seria o Parque Natural, quais as atrações previstas ou como os animais do Ecológico farão parte do projeto.

(Internet): Parque Ecológico de Paulínia Armando Müller.