Instabilidade política deixa dúvidas se Cazellato ou Loira comandará a Prefeitura

Após a escolha do novo presidente da Câmara, mandato de Du Cazellato pode estar com os dias contados

A instabilidade política em Paulínia ganha um novo capítulo após a eleição do novo presidente da Câmara Legislativa. O vereador Antônio Miguel Ferrari, o Loira (DC), foi eleito na última sexta-feira (14) para presidir a Câmara Municipal de Paulínia no biênio 2019-2020. O parlamentar conquistou 11 votos durante a 9ª Sessão Extraordinária.

Após a escolha, o futuro do comando da Prefeitura de Paulínia segue incerto. O fato é que ninguém sabe ao certo se o prefeito interino Du Cazellato (PSDB) continua no cargo.

Cazellato está sob o comando da Prefeitura, pois era o presidente da Câmara Legislativa e, após a cassação de Dixon Carvalho (Progressistas) e seu vice, Sandro Caprino (PRB), assumiu a chefia do Executivo. Dixon Carvalho e Caprino tiveram os mandatos cassados após a prestação de contas da campanha de 2016 ter sido reprovada pela Justiça Eleitoral.

Com a nova escolha do Presidente da Câmara, o mandado provisório de Du Cazellato de 3 meses pode estar com os dias contados.

A Câmara informou que não há uma definição sobre o que irá ocorrer em 1º de janeiro na Prefeitura: a continuidade de Cazellato ou se o novo presidente eleito assume a cadeira. A Procuradoria diz esperar uma posição da Justiça Eleitoral.

Já o TRE-SP diz que a questão não pode ser resolvida pela instituição e a convocação de novas eleições só pode ocorrer se todos os recursos disponíveis para Dixon e Caprino forem negados.

Em nota, Du Cazellato afirmou que "a situação posta em Paulínia é inédita e não possui nenhuma jurisprudência".

Ele, no entanto, deixou clara a intenção de permanecer no cargo. Diz que as frequentes mudanças "não são benéficas para a cidade e que isso deve ser levado em consideração pela Justiça quando for tomar sua decisão", disse o prefeito em exercício.

Com tantas trocas, até mesmo alguns paulinenses não sabem dizer quem é o atual Prefeito do município. Nos últimos nove anos, de 2009 à 2018, já foram trocados doze vezes os Prefeitos em Paulínia.

Nova mesa diretora

Loira, de 59 anos, é mecânico e exerce segundo mandato no Legislativo - o primeiro foi entre 2005 e 2008. Ele foi escolhido como presidente do biênio 2019-2020 em sessão realizada no dia 14.

Entre os outros vereadores escolhidos para nova mesa diretora estão: Zé Coco (PV), como vice-presidente; Tiguila Paes (PPS), primeiro secretário; e Marcelo D2 (PROS), segundo secretário.

(Internet): Os parlamentares Du Cazellato (PSDB) e Antônio Miguel Ferrari, o Loira (DC).

© 2020 Jornal de Paulínia