Operação "Trato Feito" deflagra organização criminosa por desvio de recursos públicos

A operação, conduzida pela PF, foi feita em Campinas e Americana

Na quinta-feira (13), a Polícia Federal deflagrou a Operação Trato Feito, para investigar uma organização criminosa voltada para o desvio de recursos públicos em contratos firmados com o Município de Mauá, na grande São Paulo. A PF de Campinas informou que uma empresa da área de educação da cidade sofreu busca e apreensão. Em Americana, o mandado foi para a residência do dono da empresa. O inquérito policial foi instaurado a partir de informações trazidas aos investigadores durante a análise do material apreendido na Operação Prato Feito, que apontavam oito crimes, além dos que estavam sendo apurados. Os novos elementos trazidos aos autos indicam um esquema em que nove empresas pagavam vantagens ilícitas a agentes públicos e políticos para a compra de apoio na Câmara Municipal de Mauá, sobretudo para a obtenção de contratos superfaturados. A Operação Prato Feito investigou o desvio de recursos públicos em contratos de diversos municípios, sobretudo aqueles destinados à merenda, uniformes e material escolar. Os investigados responderão, na medida de suas condutas, pelos crimes de organização criminosa, fraude a licitações e corrupção ativa e passiva, com penas de 1 a 12 anos de prisão.

Fonte ACidadeOn

(Divulgação): A Operação Prato Feito investigou o desvio de recursos públicos em contratos de uniformes e material escolar.

© 2020 Jornal de Paulínia