Caso haja nova eleição, alguns pré candidatos já se posicionam

07.12.2018

Confira alguns nomes que poderão participar da possível eleição suplementar

 

A expectativa é que no início de 2019 a administração da Prefeitura de Paulínia 
estará sob novo comando.

 

 

Segundo especialista ouvido pelo jornal TODODIA, a nova eleição para presidência da Câmara de Paulínia, que ocorrerá até o dia 15 de dezembro, poderá afetar o comando do município.


Como o mandato de Du Cazellato como presidente da Câmara termina neste ano, a expectativa é que o próximo prefeito interino seja o vereador eleito para a presidência para o Biênio 2019/2020, sendo o 12º prefeito a assumir o cargo nos últimos anos.


O advogado Carlos Ari Sundfeld, especialista em Direito Público, professor da Faculdade de Direito da PUC/SC e professor da Fundação Getúlio Vargas, confirma esta possibilidade de nova troca no comando do executivo paulinense. Ele explica que com a saída do prefeito e do vice o cargo fica vago. "Na vacância, quem vai substituir é o presidente do Poder Legislativo que estiver em exercício. Como haverá um novo presidente da Câmara, será ele o responsável por suprir essa vacância enquanto ela durar", afirma.


Ainda de acordo com ele, Du Cazellato (PSDB) está interinamente como prefeito por ser presidente da Câmara e isso é uma questão do cargo e não pessoal. "Deixando de ser presidente da Câmara ele deixa de ser o sucessor do prefeito e o novo presidente assume a função", concluiu.

 

Nomes apontados para a futura eleição

 

No último mês, o veículo Correio Paulinense, sob comando do jornalista Mizael Marcelly, fez um levantamento de nomes apontados para a futura eleição suplementar em Paulínia.

 

O terceiro colocado na última eleição municipal, Tuta Bosco (PPS), foi um dos primeiros a confirmar sua participação.

Tuta disputou as eleições municipais em Paulínia no ano de 2016 para o cargo de prefeito e, obteve uma diferença de apenas 6% do primeiro colocado. Agora, sem os dois primeiros colocados da disputa, Dixon e Pavan, Tuta Bosco seria o mais cogitado para assumir o Executivo devido a pouca diferença nas eleições de 2016.

 

Ele afirmou que está se aperfeiçoando e corrigindo algumas falhas, melhorando ainda mais o projeto para benefício do município.

 

"Eu sonho com uma cidade mais justa, fraterna e bem administrada, eu sei que isso é possível e quero fazê-lo se Deus me permitir e o nosso povo quiser", declarou Tuta.

 

O prefeito interino Du Cazellato (PSDB) também confirmou a participação na disputa suplementar em Paulínia. "Vou disputar", afirmou Cazellato durante coletiva de imprensa, após ser empossado interinamente no cargo.

 

A ex-vereadora e presidente municipal do PRTB, Angela Duarte, não confirmou sua participação. Em 2016, ela foi candidata à vice-prefeita na chapa encabeçada pelo então prefeito José Pavan Junior (PSDB), derrotado por Dixon Carvalho (Progressistas). Em suas redes sociais, Duarte garantiu que o PRTB vai disputar a Prefeitura de Paulínia. "O partido vai lançar candidatura sim, com certeza, mas no momento oportuno e dentro da lei". 

 

O vereador Marcos Roberto Bolonhezi, o Marquinho Fiorella (PSB), respondeu que "sim", sem dar maiores detalhes. Entre 2008 e 2014, como então presidente do Legislativo, Fiorella assumiu interinamente a chefia do Executivo, pelo menos, cinco vezes, por conta de afastamentos sofridos pelos ex-prefeitos José Pavan Junior (2008) e Edson Moura Junior (2014). Fiorella cumpre seu quarto mandato na Câmara Municipal. 

 

Vereador de 2009 a 2012, Adilson Domingos Censi, conhecido por Palito, também, falou ao Correio sobre a eleição suplementar paulinense. Palito disse que é fake a notícia que ele não é filiado a nenhum partido político e confirmou que vai disputar. "Estou filiado ao PROS desde 11 de maio de 2018 e serei candidato, sim".  Em 2012, filiado ao PCdoB, Palito disputou pela primeira vez a Prefeitura de Paulínia, ficando em 4º lugar, com 5.456 votos. Na eleição seguinte, ele foi o candidato do Solidariedade (SD) a vice-prefeito, na chapa de Tuta Bosco (PPS), que terminou em terceiro colocado, com quase 14 mil votos recebidos.

 

Sanzio Rodrigues (MDB) disse que está trabalhando e articulando para ser o candidato a prefeito do partido. "Com certeza, sou pré-candidato e, hoje, estou preparado e estruturado para disputar", afirmou. Em 2012, Rodrigues se lançou candidato ao Executivo, mas acabou desistindo, e, quando Edson Moura Junior (MDB) assumiu a prefeitura, em julho de 2013, foi nomeado secretário dos Negócios da Receita. 

 

A empresária Lúcia Abadia, também apontada como prefeitável, explicou que não se colocou como candidata, mas sim que amigos e um partido em especial, não revelado, lhe convidaram para a disputa. "Como não me decidi, também não quero atrapalhar o partido em uma nova pessoa que, também, estão sondando", explicou ela.

 

O funcionário público municipal, Juliano Merkes confirmou que pretende disputar a eleição suplementar, mas que sua candidatura depende da aprovação do Democratas (DEM), partido ao qual é filiado. "Por enquanto, é extraoficial, pois, dependo deles (do partido). Mas estando tudo certinho, informarei", disse ele. Merkes, também, tem utilizado as redes sociais para divulgar que é pré-candidato.

 

Mais uma mulher apontada para a disputa suplementar na cidade, Edna Pereira, esposa do ex-vereador e presidente da Câmara Municipal, Jaime Donizete Pereira, o Jaiminho, confirmou sua participação pelo PSC (Partido Social Cristão), onde é filiada há mais de 15 anos. "O meu nome está à disposição, sim, pois, é preciso mudar a situação em que Paulínia se encontra", disse a funcionária pública.

 

Entre os seis candidatos que concorreram à eleição vencida pelo prefeito cassado Dixon Carvalho (Progressistas), o novato em disputa eleitoral, Kielson Prado (PMB) ficou em quinto lugar, com 777 votos. Ele também falou sobre o novo pleito na cidade. "Se tiver a eleição complementar, sou pré-candidato, sim", afirmou. 

 

Bacharel em Direito, empresário, e primeiro suplente da coligação PTB/PSB/PPL/REDE, em 2016, quando recebeu 687 votos para vereador, Robert Paiva (PTB) ganhou notoriedade como relator da Comissão Processante (CP) que investigou o ex-prefeito Dixon (Progressistas) e 13 vereadores, acusados de trocar votos na Câmara por cargos na Prefeitura.

"Se o presidente do meu partido não puder ser candidato eu pretendo sair sim, representando o PTB. É uma oportunidade diferenciada e acho que deveria fazer parte sim, por que não?", respondeu ele, sobre disputar a eleição suplementar.  O presidente municipal do PTB é Francisco Almeida Bonavita Barros que, atualmente, encontra-se inelegível.  

 

Daniel Messias (PCO) é outro pré-candidato confirmado. "Estarei sim na disputa, pois, é preciso debater com os demais candidatos", disse ele. Messias disputou o cargo em 2016, terminando em sexto lugar, com 124 votos. Ganhou projeção municipal quando esteve à frente do Movimento de Combate contra a Corrupção Eleitoral (MCCE), entre os anos de 2012 e 2015.

 

Filiado ao PSL, Bruno Bispo, também está entre os que pretendem disputar o mandato-tampão na Prefeitura de Paulínia. Bispo é servidor público na Prefeitura de Campinas e, nos dias de folga, trabalha como bombeiro voluntário em Várzea Paulista. "O desafio é muito grande, eu sei, mas estou disposto a enfrentá-lo porque a nossa cidade necessita e merece passar por um verdadeiro processo de mudança em seu comando. Por isso, coloquei meu nome à disposição do partido", disse ele.

 

Encerrando a lista de possíveis candidatos, o ex-vereador Gustavo Yatecola (PTdoB) disse "Sim, com certeza", sobre disputar a eleição suplementar. Yatecola cumpriu dois mandatos na Câmara, de 2008 a 2016, quando não conseguiu reeleger-se.

 

O correio também procurou a ex-primeira-dama Lucila Pavan, também apontada como possível pré-candidata ao cargo, porém não houve retorno. O empresário Valmir Brustolin (PSDB) também não retornou a solicitação. 

 

Fontes Jornal Tribuna/Correio Paulinense

 

Compartilhar no Facebook
Gostei
Please reload

3 Apr 2020

Os artistas irão compor o elenco da "Hora do Horror" que, neste ano, terá três meses de duração

O parque de diversões Hopi Hari, localizado em Vinhedo, a 54km de Paulínia, iniciou processo de seleção de artistas profissionais da região de Campinas, Valinhos, Vinhedo e Jundiaí que participarão da atração "Hora do Horror" 2020. São 110 vagas temporárias de emprego oferecidas. Interessados podem se inscrever até 24 de abril, por meio de formulário online (https://url.gratis/EpXWi).

Para se candidatar...

3 Apr 2020

As vagas são para estudantes de graduação de todas as áreas de ensino

A Bayer, multinacional alemã com foco em Ciências da Vida, busca estudantes de Paulínia para seu Programa de Estágio, com vagas previstas para o segundo semestre de 2020. As posições são para universitários que irão atuar nas divisões de Crop Science, Pharmaceulticals e Consumer Health. Os interessados podem se inscrever pelo site http://sejaofuturo.ciadetalentos.com.br até o dia 15 de abril....

3 Apr 2020

A campanha, lançada no dia 31 de março, tem como objetivo sensibilizar quem pode doar ao próximo, mesmo em tempos difíceis



O mundo parou por conta do COVID19, estamos passando pelo isolamento social, recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Isso vai trazer muitos impactos sociais, principalmente para os mais vulneráveis, como pessoas de baixa renda e moradores em situação de rua.
Vindo em contra partida de campanhas solidárias, o coletivo Boca de Sissi lançou uma “corrente do bem”,...

3 Apr 2020

O afogamento aconteceu na tarde de sábado (28) e o corpo só foi encontrado na terça-feira (31)

Na manhã da última terça-feira (31), o Corpo de Bombeiros encontrou na Represa do Salto Grande, em Americana, o corpo de um rapaz de 22 anos, que havia desaparecido na tarde de sábado (28). O jovem era morador de Paulínia e, segundo relato dos familiares ao jornal O Liberal, tinha histórico de depressão. Um grupo de voluntários que auxiliava na busca avistou o corpo do rapaz na manhã de terça.

De acordo...

3 Apr 2020

Em breve, os usuários de todas as linhas poderão obter as informações em tempo real por meio de um aplicativo de celular

A frota de transporte coletivo de Paulínia passou a contar nesta semana com serviço de localização por GPS. Os ônibus serão monitorados 24 horas por dia. Com a tecnologia, a empresa Terra Auto Viação poderá controlar os horários e os trajetos.

Em breve, os usuários de todas as linhas poderão obter as informações em tempo real por meio de um aplicativo de celular. “O objetivo é e...

3 Apr 2020

Daher adotou Paulínia como sua cidade de coração há 12 anos, quando ingressou na então Faculdade de Paulínia
 

Itamar Maciel, presidente municipal do DEM, deputado estadual, Edemir Chedid (DEM) e professor e delegado de polícia, Dr. Roberto Daher (DEM).



Na última semana, o Delegado de Polícia e coordenador do curso de Direito do Centro Universitário de Paulínia, Dr. Roberto Daher filiou-se ao partido DEM (Democratas) no município. 
Antes da filiação, no mês de março, juntamente com o presidente...

3 Apr 2020

De início, a testagem será realizada nos pacientes internados e nos profissionais de saúde

O Hospital de Clínicas (HC) da Unicamp desde a quarta-feira (1º) está habilitado para realização de diagnóstico da Covid-19. Os testes para a detecção do novo coronavírus foram desenvolvidos pela força-tarefa Unicamp contra a Covid-19. A equipe destaca que os testes ainda não começaram a ser realizados. A condução dos diagnósticos será realizada pelo Laboratório de Patologia Clínica do HC e pelo professor A...

3 Apr 2020

O grupo apresentou o menor preço, sendo R$ 23 milhões abaixo do valor máximo

No último dia 23 de março, a Divisão de Licitações da Prefeitura Municipal de Paulínia abriu os envelopes contendo as propostas de preço das empresas que disputaram a construção da ponte sobre o Rio Atibaia. O consórcio formado pelas construtoras Cidade Limitada e Paulitec Construções apresentou o menor preço: R$ 49.305.342,20 (quarenta e nove milhões, trezentos e cinco mil, trezentos e quarenta e dois reais e vinte cent...

3 Apr 2020

Administração também investiu na aquisição de EPIs para os profissionais da saúde



A Prefeitura de Paulínia realizou a compra de 20 mil testes rápidos para diagnóstico do coronavírus. O processo de compra emergencial foi liberado na sexta-feira (27).

O objetivo é aumentar o número de testes realizados na população, para agilizar o atendimento, caso o resultado seja positivo.

Atualmente, os testes são feitos após triagem médica. O SWAB (coleta de secreção nasal e bucal) é colhido e enviado para o I...

3 Apr 2020

A medida tem por objetivo oferecer atendimento em saúde mental à população, neste momento de pandemia

  

A Prefeitura de Paulínia, por meio da Secretaria de Saúde, passa a oferecer, a partir de sexta-feira (3), o Tele Acolhimento Saúde Mental. A medida tem por objetivo oferecer atendimento em saúde mental à população, neste momento de pandemia.

“Pensamos na necessidade de cuidar da saúde mental das pessoas, devido ao coronavirus. Muita gente está tendo dificuldade em lidar emocionalmente com a...

Please reload

© 2018 Jornal de Paulínia