Presidente da Câmara convoca suplentes para votação do relatório final de CP

A CP pede a cassação do prefeito Dixon Carvalho (Progressistas) e 13 dos 15 vereadores

(Internet): A Sessão Extraordinária será realizada na tarde desta quinta-feira (6).

A presidente da Câmara de Paulínia, Du Cazelatto (PSDB), convocou os suplentes de vereadores para Sessão Extraordinária, que será realizada nesta quinta-feira (6) às 14h, no plenário principal do Legislativo. Antes e após a convocação, os vereadores, ainda, tentam um Mandato de Segurança, para suspender ou prorrogar o prazo.

Em pauta o relatório final da Comissão Processante 2/18, instaurada no dia 26 de fevereiro, a partir da Denúncia 4/2017, feita pelo sargento aposentado da Polícia Militar, Luiz Roberto de Lima, que pediu a cassação do prefeito Dixon Carvalho (Progressistas) e 13 dos 15 vereadores.

Segundo a denúncia, Dixon teria sido blindado por 13 dos 15 vereadores de apurações em contratos emergenciais da merenda e coleta de lixo, cada um com valor superior a R$ 13 milhões. Em troca os parlamentares, que também são investigados, foram contemplados com nomeações para cargos de confiança no governo municipal.

Para que o chefe do Executivo e os 13 vereadores tenham seu mandato cassado, será preciso que 10 dos 15 vereadores suplentes votem pela aceitação do relatório final. Caso esse número não seja alcançado, a denúncia será arquivada. O vereador Kiko Meschiati (PRB) está preso e não participa da sessão, só se conseguir liberação da justiça.

A CP é formada pelos vereadores Tiguila Paes (PPS) presidente, Robert Paiva (PTB) relator e Paulo Camargo (PR), secretário. O prazo que a Justiça concedeu termina dia 10 de setembro. Até a data serão 180 dias de trabalhos.

Fonte Noticias Paulínia