Áreas não afetadas pela explosão são desinterditadas na Replan

A Petrobras informou que as unidades não afetadas iniciaram a retomada das atividades

No fim da tarde de quarta-feira (29), a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) desinterditou as instalações da Replan não afetadas pelo acidente ocorrido no último dia 20. A liberação ocorreu após verificação das condições de segurança do isolamento das unidades envolvidas no acidente por uma equipe da reguladora. A Petrobras também já havia enviado toda a documentação exigida pela ANP.

A Petrobras informou que as unidades não afetadas iniciaram a retomada das atividades ainda na quarta-feira (29). No cronograma está prevista a normalização da destilação em dois dias, das unidades de craqueamento catalítico e hidrotratamento em três dias e das demais unidades não afetadas em até uma semana. Com isso, 50% da produção da refinaria, ou seja, cerca de 200 mil barris de petróleo, será normalizada em até uma semana.

A refinaria havia sido interditada na última sexta-feira (24), com o objetivo de garantir a segurança operacional das instalações e evitar novos acidentes, diante da possível retomada da operação das unidades não afetadas. A medida cautelar de interdição não incluiu as operações de tancagem e utilidades não afetadas pelo acidente. Também segue em andamento o processo administrativo de investigação de incidente realizado pela ANP.

Fonte Paulínia 24 Horas

(Reprodução/EPTV): Área da Replan, refinaria da Petrobras em Paulínia,

é resfriada após explosão no dia 20 de agosto.

© 2020 Jornal de Paulínia