Campinas terá 'pipódramos' para famílias brincarem com segurança

O plano também busca promover cultura e socialização e prevê a realização anual de festivais e campeonatos

A cidade de Campinas vai ter locais exclusivos para que as pessoas soltem pipa com segurança. A Câmara de Vereadores aprovou por unanimidade na última quarta (22) em segunda discussão, o projeto de lei que cria referentes espaços.

O plano também busca promover cultura e socialização e prevê a realização anual de festivais e campeonatos da clássica brincadeira. Agora, o texto segue para a sanção do prefeito Jonas Donizette (PSB) e deve ser regulamentado dentro de 90 dias.

Ao justificar a iniciativa, o vereador Fernando Mendes (PRB), autor do projeto, menciona artigo publicado por Leonardo Valle em julho de 2015, no site: https://www.institutonetclaroembratel.org.br/educacao/nossas-novidades/reportagens/soltar-pipa-leva-a-socializacao-e-desenvolvimento-de-habilidades-motoras/.

Nele, José Carlos Antônio, professor e autor de materiais didáticos de física, matemática e filosofia da Educação diz que, soltar pipa é muito mais divertido quando feito em grupo, o que leva a socialização, definição de regras, acordos de convivência, exercício de princípios de solidariedade, compartilhamento e ética. Ele explica ainda que algumas regras de segurança precisam ser aprendidas, tanto quanto como utilizar algumas ferramentas como tesouras, por exemplo.

O texto, reproduzido no documento, orienta ainda que para praticar essa atividade de lazer, em especial, é preciso procurar um lugar aberto, amplo, distante de redes elétricas e obstáculos verticais - como árvores e prédios - e onde a pessoa possa correr livremente. O clima deve ser de céu limpo, com pouca ou nenhuma nuvem e vento moderado.

"Vento fraco não consegue manter a pipa no ar e vento forte quebra a linha, fazendo a pipa ir embora. E nem pense em soltar pipa em dias chuvosos", ressalta Antônio. O educador recomenda que os praticantes passem longe de produtos que tornem a linha cortante, como o cerol (mistura de cola com vidro moído ou limalha de ferro). "A prática representa risco de morte para as pessoas ao redor", enfatiza Antônio.

"Por isso, dá necessidade de instalação de 'pipódromos' em regiões da cidade, locais seguros", justifica Mendes.

Fonte Correio Popular

(Ilustrativa): A cidade vai ter locais exclusivos para que as pessoas soltem pipa com segurança.

© 2020 Jornal de Paulínia