Polícia Civil realiza operação para desarticular quadrilha que atuava em Paulínia e região

Quadrilha é suspeita de estelionato, falsificação de documentos, apropriação indébita, homicídio, além de roubo e receptação de carga

Na manhã de quarta-feira (15), a Polícia Civil de Americana realizou uma operação para desarticular uma quadrilha suspeita de estelionato, falsificação de documentos, apropriação indébita, homicídio, além de roubo e receptação de carga. De acordo com a Delegacia de Investigações Gerais (DIG), são 21 mandados de prisão temporária e 38 de busca. Foram apreendidos R$ 35 mil, uma moto, um jet ski, oito carros, 13 computadores e munições.

Ainda segundo a investigação, 13 pessoas foram presas, entre elas três mulheres. Os outros suspeitos que são alvos de mandados não foram encontrados e permanecem foragidos.

A operação, denominada de Medusa, apura fraudes a empresas praticadas pela quadrilha. O grupo fazia cadastro no nome das companhias, comprava mercadorias, ia buscar nos fornecedores e repassava a possíveis receptadores.

As empresas eram lesadas porque o crédito no mercado para fazer as compras eram feitos no nome delas. No total, 33 companhias foram vítimas das fraudes. A Polícia Civil vai investigar também o crime de receptação por parte das pessoas que compravam as mercadorias.

Segundo o delegado responsável pela investigação, os suspeitos ainda alugavam carros, não devolviam e usavam os veículos para praticar crimes. Um dos automóveis foi localizado com um suspeito de homicídio e outro em um flagrante de roubo de carga. A quadrilha atuava em Americana, Santa Bárbara d'Oeste, Limeira, Sumaré, Campinas, Paulínia, Boituva, São Paulo, São José do Rio Preto e Votuporanga.

"Eles compravam de tudo. Pneus, madeira, produtos variados. A investigação começou há quatro meses após uma denúncia. A partir daí, começamos a fazer escutas telefônicas e ações controladas, que é acompanhar a prática criminosa até o momento certo de agir", disse o delegado responsável pela investigação, Antônio Donizette Braga.

Além de Americana, os mandados foram cumpridos em Santa Bárbara d'Oeste, Sumaré, Paulínia, Campinas e Boituva.

Fonte G1

(Divulgação/Polícia Civil): Produtos apreendidos pela Polícia Civil em operação na última quarta-feira (15).