Vice-Prefeito Sandro Caprino desabafa sobre suposto áudio publicado pela imprensa

Caprino publicou uma entrevista onde se diz perseguido por diversos veículos de comunicação

Na semana passada, os veículos Correio Popular e Agora Paulínia, divulgaram matérias sobre acesso à um suposto áudio de conversa entre o vice-prefeito Sandro Caprino (PRB) e o suplente de vereador, Marcelo Domingos de Souza (PRTB). De acordo com os veículos, a conversa entre os políticos teria indícios de supostos favorecimentos em troca de uma maior agilidade no andamento da Comissão Processante (CP), que pode afastar o prefeito Dixon Carvalho (PP) e 13 dos 15 vereadores da Câmara Municipal de Paulínia. O diálogo não cita em nenhum momento se esse favorecimento seria financeiro ou não.

Segundo o Correio Popular, no áudio, Souza contou a Caprino sua situação financeira complicada e pede ajuda. Ainda de acordo com o veículo, no trecho mais importante da conversa, Souza justifica seu pedido por conta de uma ajuda que outro suplente, Sargento Camargo (PDT), que integra a Comissão Processante, teria recebido. "O Sargento Camargo voltou a trabalhar (para a Comissão Processante), mas disse que recebeu ajuda", disse Souza. "Sabe porque ajudei ele? Porque se ele sai da comissão, acaba a comissão. Era uma questão de vida ou morte", respondeu o vice-prefeito Sandro Caprino, admitindo a ajuda ao Sargento Camargo. Em 35 minutos de gravação, não foi especificado o tipo de ajuda. O encontro entre Souza e Caprino deve ter ocorrido em local público, já que no meio da conversa, eles pedem um suco natural a uma possível garçonete.

Em sua defesa, Caprino publicou na segunda-feira (30), uma entrevista concedida ao veículo GCR, onde se diz perseguido por diversos veículos de comunicação. Ao lado de seu advogado, o vice-prefeito ainda afirma que registrará um boletim de ocorrência contra os veículos Correio Popular e Agora Paulínia, por divulgarem uma gravação clandestina, sem autorização da justiça e em um lugar púbico. A reportagem sobre o desabafo do vice-prefeito encontra-se na página 3.

De acordo com o Correio Popular, o prefeito de Paulínia Dixon Carvalho (PP) entrou terça-feira (31) com pedido de abertura de inquérito no Ministério Público (MP) para apurar suposta 'negociata' envolvendo o vice-prefeito Sandro Caprino (PRB) e membros da Comissão Processante, que analisa possível troca de favores entre o chefe do Executivo e 13 parlamentares para barrar investigações na Câmara.

(Divulgação): O vice-prefeito Sandro Caprino (PRB)