Novo Comandante da Policia Militar apresenta seu plano de trabalho para Paulínia

Capitão Santin está no comando da 4ª CIA de Paulínia a 86 dias

Na noite da última quarta-feira (1º), o novo comandante da 4ª CIA de Paulínia, Capitão Rubens de Oliveira Santin realizou uma coletiva de imprensa na Sede da Polícia Militar na avenida José Paulino, para apresentar seu plano de trabalho.

O novo comandante iniciou a coletiva apresentando o novo sistema que os Policiais Militares de Paulínia estão utilizando: os tablets que possuem software e, são utilizados para substituir o antigo boletim de ocorrência de papel. Segundo o

Capitão Santin, os policiais que efetuam as ocorrências por meio do equipamento e, conforme a natureza da ocorrência, inicia o preenchimento onde é gerado um número, que é repassado para as partes envolvidas. Através desse número, o cidadão pode acessar o boletim de ocorrência de sua residência, no site da Policia Militar. Esta nova realidade digital é uma agilidade tanto para o policial quanto para o cidadão. A CIA de Paulínia foi uma das primeiras unidades da região a ter o sistema.

Plano de Trabalho

De acordo com o Capitão Santin, seu plano de trabalho, além de dar continuidade ao exercício do Capitão Cambuí, antigo comandante do batalhão, é aumentar a integração com as outras forças policiais, otimizar a distribuição do policiamento, trabalhar com prevenção, buscar uma maior integração com a sociedade e reduzir ainda mais os principais indicadores criminais.

O Capitão ainda reforçou sobre a atuação da sociedade no trabalho do batalhão da Polícia Militar de Paulínia.

"A principal ajuda que a população pode nos dar é confiando e trazendo as informações para os policias, seja por meio dos diversos telefones do disk denúncia, um deles é o 181 ou até mesmo no telefone de emergência, que é o 190. É importante trazer essas informações para que os nossos policiais possam verificar e prevenir as situações. Mediante essa confiança da sociedade e da polícia, o Policial Militar pode exercer o seu papel" disse.

Operações nos primeiros 86 dias

Em 86 dias de trabalho, foram realizadas diversas operações, como combate ao furto e a receptação, com apoio da Guarda Municipal (GM), SNR e Vigilância Sanitária, que visa fiscalizar ferros velhos, a ação já resultou em prisão de receptadores e apreensão de aproximadamente 1 tonelada de fios de cobre além de outros materiais. Combate ao roubo de carga e receptadores é uma ação conjunta com a Polícia Militar Rodoviária, Policia Civil (PC) e GM, que fiscaliza os pontos de passagem e paradas dos caminhões. A Segurança no Trânsito, em conjunto com o Detran, PC e GM, realiza operação direção segura, com objetivo de fiscalizar e educar condutores de veículos. O combate ao roubo de transeunte, intensifica o policiamento nas principais ruas, avenidas e pontos de ônibus de Paulínia, protegendo assim, aqueles eu estão saindo ou voltando para casa. Combate ao crime em geral, é uma operação do topo saturação e bloqueio policial, que atua nos bairros que apresentam um aumento nos índices ou algum evento que chama a atenção das autoridades policiais. A implantação do programa Vizinhança Solidária, cria a adoção de mecanismos dentro da filosofia de polícia comunitária de estimulo a mudança de comportamento dos integrantes de determinadas comunidades, buscando a conscientização de que a solidariedade entre vizinhos, em termos de segurança, pode vir a ser uma ferramenta facilitadora do policiamento preventivo eficiente e eficaz, objetivando reduzir indicadores criminais.

Esta ação foram iniciadas nos bairros Betel e Nossa Senhora Aparecida.

Além dos projetos em ação, o Capitão Santin tem planos futuros para serem exercidos em Paulínia.

"Eu tenho um projeto de trabalho para minha carreira, que assim que eu vim para a cidade de Paulínia, eu estou com ele na cabeça, só precisamos dar alguns passos. E, esses passos são os trabalhos que nós já iniciamos aqui, conforme eles forem evoluindo vamos conseguir integrar todos em um plano maior pra cidade, que se torne essencial e duradouro para Paulínia", afirmou.

Produtividade

Durante a coletiva, Capitão Santin exibiu o índice de produtividade do 2º trimestre deste ano. De abril a junho, foram um total de: 26 ocorrências de porte de entorpecentes; 25 ocorrências de tráfico de entorpecentes; 4 apreensão de entorpecentes; 5 ocorrências de porte ilegal de arma; 8 armas de fogo apreendidas; 52 flagrantes lavrados; 6 infratores apreendidos em flagrante; 2 infratores apreendidos por mandado; 65 pessoas presas em flagrante; 28 pessoas presas por mandado; 90 prisões efetuadas; 24 veículos foram recuperados, totalizando 214 inquéritos policiais instaurados. Foram reduzidos 12% no total de delitos, 9 mil pessoas e mais de 5 mil veículos abordados.

Capitão Santin

Policial Militar desde 2002, Capitão Santin é atuante na cidade de Campinas desde 2007. E, apesar de não ter trabalhado diretamente em Paulínia, o Comandante trabalhava no 8º batalhão que compreende o município.

"No dia a dia dos dias e noites de serviço, eu trabalhava em Paulínia. Então, conheço bastante a realidade do 8º batalhão. Em pouco tempo devo estar me mudando pra cidade, para me envolver ainda mais com o município", finalizou o Capitão.

Capitão Rubens de Oliveira Santin

Policial Militar desde 2002 e atuante na cidade de Campinas desde 2007.

© 2020 Jornal de Paulínia