Governo Dixon não apresenta extratos bancários nas áreas da saúde e educação à pedido de vereador

O parlamentar solicitou as informações há quatro meses, porém a administração não respondeu e nem apresentou os extratos

O vereador de Paulínia, Tiguila Paes (PPS), encaminhou ao governo Dixon Carvalho (PP) dois requerimentos (nºs 97 e 98), há quatro meses, solicitando informações e extratos bancários de contas vinculadas as áreas da saúde e educação. Os requerimentos haviam sido aprovados pela Câmara Municipal. Porém, a administração não respondeu e nem apresentou os extratos. Por lei, os requerimentos da Câmara devem ser respondidos em trinta dias.

Contas vinculadas são aquelas que recebem dinheiro federal ou estadual para fins específicos, ou seja, não podem ser gastos em outras coisas. No ano de 2015, o ex-prefeito Edson Moura Junior (MDB) foi acusado e denunciado pelo Ministério Público (MP) de gastar indevidamente cerca de R$ 17 milhões, que deveriam ter sido utilizados especificamente em programas da saúde, educação, entre outras áreas prioritárias do município. As ações penal e cível seguem tramitando na Justiça.

"É importantíssimo o Legislativo acompanhar atentamente a utilização de recursos federal e estadual enviados para o município, pois, esse dinheiro ajuda a melhorar o atendimento nos setores públicos mais essenciais à população", disse o vereador.

Tiguila informou ao veículo Correio Paulinense, que vai renovar o pedido ao governo municipal. "Caso insistam em não prestar as informações e apresentar os documentos levarei o caso ao Ministério Público", finalizou. Não conseguimos contato com a Prefeitura de Paulínia.

Fonte Correio Paulinense

(Internet): Verbas vinculadas à educação, por exemplo, não podem ser gastas em outras coisas.