Transportadoras de Paulínia e Campinas são multadas durante greve dos caminhoneiros

As empresas foram multadas em R$ 1,6 milhão pela Advocacia-Geral da União (AGU)

Duas transportadoras, uma de Paulínia e outra de Campinas, foram multadas em R$ 1,6 milhão pela Advocacia-Geral da União (AGU) pelo bloqueio de rodovias durante a greve dos caminhoneiros. No total, a AGU pediu ao STF (Supremo Tribunal Federal) a cobrança de R$ 141,4 milhões em multas aplicadas em 96 empresas transportadoras.

O valor foi informado à AGU pela Polícia Rodoviária Federal e se refere a multas de R$ 100 mil por hora determinadas em decisão do ministro Alexandre de Moraes, do STF, às empresas que participaram dos bloqueios. As duas empresas foram multadas por estarem na BR-116 em Embu das Artes, no dia 26 de maio. A Transportes Cavalinho, de Paulínia, teve três caminhões autuados, no valor total de R$ 1,2 milhão (R$ 400 mil cada um). A AB Serviços e Transportes Urgentes, de Campinas, teve um caminhão multado em R$ 400 mil. Sem Alívio Apesar da pressão de empresas por uma anistia dessas multas, as transportadoras terão de recorrer ao próprio Supremo Tribunal Federal para derrubar o registro das infrações. Isso porque essas não são multas administrativas, mas sim judiciais. No último dia 27, a AGU enviou um comunicado à Polícia Rodoviária Federal orientando a aplicação de multas a entidades, empresas e caminhoneiros que mantivessem os bloqueios nas estradas. A decisão de enviar o comunicado foi tomada depois de reunião no Palácio do Planalto entre o presidente Michel Temer e a ministra da AGU, Grace Mendonça. A decisão estabelece multa de R$ 10 mil por dia quem se recusar a retirar veículo que esteja obstruindo via pública e multa de R$ 100 mil por hora às empresas ou entidades responsáveis pelos atos. As multas são por descumprimento de decisão judicial. Outro Lado Por meio de um representante, a Transportes Cavalinho disse que não vai se manifestar sobre o assunto.

Fonte A Cidade On

(Foto: Pierre Duarte/Especial): As duas empresas foram multadas por estarem na BR-116 em Embu das Artes, no dia 26 de maio.