Greve dos Caminhoneiros

O ato contou com revolta, solidariedade e churrasco às margens da Rodovia Zeferino Vaz

(Internet): O ato foi para impedir abastecimento de veículos que transportam combustíveis e GLP.

A greve de caminhoneiros na região da Refinaria de Paulínia (Replan), maior unidade da Petrobras em capacidade de processamento de petróleo, deu "boas-vindas" aos motoristas que passaram pela Rodovia Zeferino Vaz (SP-332) com uma faixa branca cortada por letras garrafais, pendurada entre centenas de veículos estacionados em fileiras ou grupos: "Combustível caro".

O ponto escolhido foi a marginal entre os kms 128 e 129 da pista sentido Campinas, onde uma das quatro "vigílias" foi montada ao longo da estrada na quarta-feira (23) para impedir abastecimento de veículos que transportam combustíveis e GLP. Em poucos minutos, o clima tenso e de incertezas sob observação de policiais rodoviários abre espaço para conversas descontraídas, além da solidariedade de quem decidiu oferecer um churrasco para apoiar a causa.

Reivindicações e solidariedade

O ato em Paulínia não ficou restrito aos motoristas. Dono de uma transportada na cidade, José Carlos Costa explicou que a decisão de fechar pistas de cinco a seis horas - como ocorreu na terça-feira - e reclamou das despesas atreladas aos trabalhos. "O governo fica com R$ 4, e nós com R$ 2,50. Setenta e cinco por cento vai para combustível e frete, enquanto 25% é para manutenção, impostos, seguro, motorista [...] O governo precisa criar uma lei para corrigir o frete", critica.

Um Empresário de Hortolândia, Antonio Bertini, de 49 anos, decidiu bancar um churrasco para diminuir a tensão no ato e garantir alimentação aos participantes. Ele deixou de ir para a própria fábrica, onde tem 20 funcionários, e gastou R$ 1,5 mil em carnes, pães, água, refrigerante e carvão. As áreas em frente à Replan e espaços internos de distribuidoras ficaram vazias o ato.

Salva de palmas

No km 132 da pista sentido Cosmópolis (SP), outro grupo que se concentrou na Rodovia Zeferino Vaz para evitar abastecimento de caminhões ironizou com uma salva de palmas os motoristas que, sob proteção da polícia, conseguiram deixar as distribuidoras abastecidos.

"Revolta, estamos lutando por todos. Não vamos impedir, mas desanima", falou Edimar Tenório, que trabalha há dez anos na função. O empresário Anderson Ramasi explicou que não há uma regra sobre permanência do grupo na "vigília", e frisou que cada um ficará o quanto puder.

No período da manhã, um caminhão foi apedrejado após o motorista não aderir à greve.

Redução de preços

O presidente da Petrobras, Pedro Parente, anunciou na noite de quarta-feira (23) a redução de 10% no diesel nas refinarias e disse que vai manter a redução por 15 dias. A redução representa menos R$ 0,26 no litro do diesel.

Transporte Coletivo em Paulínia não foi afetado

A circulação dos ônibus municipais em Paulínia não foi afetada na quinta-feira (24) com o movimento grevista dos caminhoneiros que bloqueiam as bases de abastecimento de combustível na região, principalmente na Replan-Refinaria de Paulínia. De acordo com a SMTRANS-Secretaria Municipal de Transportes a partir de sexta-feira (25) no período das 4h30min às 8h, o atendimento será normal. Das 8h às 16h, a frota funcionará com horário reduzido. Das 16h às 20h, o atendimento volta a ser normal e após as 20h, acontecerá novamente uma redução gradativa da frota. Já no sábado (26) o atendimento funcionará com o horário de domingo. As linhas, Betel, Replan e Parque das Árvores não sofrerão alterações.

Os demais dias, serão decididos de acordo com a continuidade da greve. Por causa da greve dos profissionais de transporte de combustível, há falta de gasolina comum, aditivada e etanol em vários postos da cidade e da região e os preços estão mais altos.

O sistema municipal conta atualmente com 49 veículos e 14 linhas. Tem uma média de aproximadamente 32 mil passageiros por dia. O transporte escolar universitário, realizado pela Smile Transportes e Turismo está garantido até a próxima segunda-feira (28).

Programação do Transporte Público do Município

25/05/2018 (sexta-feira) - Das 4h30min às 8h (atendimento normal) - das 08h às 16h (frota com horário reduzido) - das 16h às 20h (atendimento normal), após as 20h redução gradativa da frota.

26/05/2018 (sábado) - O atendimento funcionará com o horário de domingo.

Fonte G1