Sindicato dos Servidores Públicos de Paulínia convoca trabalhadores para protesto na próxima semana

A principal reclamação é que o prefeito Dixon Carvalho recusou- se a receber os representantes da categoria

O Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Paulínia (STSPMP)começou a convocar os servidores para um ato de protesto na sessão da Câmara dos Vereadores na próxima terça-feira (8), com o objetivo de denunciar o que a diretoria da entidade chama de "morosidade" do prefeito Dixon Carvalho (PP) em atender as reivindicações da categoria.

A principal reclamação é que Dixon recusou- se a receber os representantes da categoria e encaminhou apenas por escrito a proposta de reajuste de 2,8% do IPCA, na negociação do reajuste salarial da data base 2018.

"Nem as pautas que não tinham impacto orçamentário foram respondidas", afirmou a presidente do STSPMP, Cláudia Pompeo.

Segundo Pompeo, diversos compromissos que já haviam sido prometidos pelo prefeito "simplesmente não ocorreram e até agora estão sem resposta", como o pagamento dos dias descontados da greve de 2011, a regularização da insalubridade, além da diminuição da terceirização, especialmente pelos problemas que podem causar no caixa da Pauliprev, o fundo de previdência dos servidores.

"A verdade é que o cronograma de atendimento das reivindicações sofre com o descaso das administrações anteriores e da atual", disparou a dirigente sindical.

(Rede Social/STSPMP): Servidora reivindica no último protesto, no mês de março, na Câmara de Vereadores.

PCCV

Outra prioridade, segundo ela, é a implantação do Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos (PCCV) dos Servidores Municipais e que até hoje não teve uma solução definitiva. "No ano passado, trabalhamos firmemente neste assunto porque tudo era fruto de uma Ação Civil e de um Termo de Ajustamento de Conduta e que determinava um prazo para se obedecer. O Plano foi aprovado, sancionado, mas nós entendíamos que o plano deveria ser implantado em janeiro e a prefeitura pediu um prazo de seis meses e que se encerra em junho. E nós queremos saber como anda e se o cronograma está sendo cumprido", disse a sindicalista. Alguns pontos do plano de cargos, segundo ela, foram cumpridos, mas não no ritmo adequado.

Outro Lado

Por outro lado, o prefeito Dixon Carvalho (PP), juntamente com a presidente do Fundo Social de Solidariedade, Tatiana Castro estiveram na tarde de quarta-feira (2), visitando a Secretaria Municipal de Assistência Social e Cidadania, com objetivo de interagir mais com os servidores municipais.

De acordo com a nota enviada pela assessoria de imprensa, o prefeito pretende continuar o trabalho iniciado visitando outras secretarias durante toda sua gestão.

Fontes Todo Dia/Assessoria de Imprensa da PMP